Centro da cidade com maior incidência de crime

9/10/2012 08:46 - Modificado em 9/10/2012 08:46

O Comando da Polícia Nacional de São Vicente apresentou o relatório do plano operacional “Verão 2012” na ilha de São Vicente. O destaque desse relatório vai o trânsito, com a fiscalização de 1174 veículos. De realçar que a PN aplicou coimas a volta dos 2 mil e quinhentos contos aos condutores que infringiram as leis do Código de Estrada.

 

O plano operacional “Verão 2012” realizado na ilha de São Vicente pela Polícia Nacional registou 662 ocorrências. De acordo com o relatório policial o plano decorreu entre os dias 1 Julho e 30 Setembro pelo que a PN registou 365 casos de crimes contra pessoas e 297 contra património. Dos crimes contra pessoas, 193 referem-se a ofensas corporais, 96 casos de Violência Baseada no Género, 46 por ameaça e 30 casos de injúria e difamação.

Segundo o relatório que aponta as zonas de maior incidência criminal, o centro da cidade lidera com 172 ocorrências, seguido de Monte Sossego com 102 e Ribeirinha com 95. No âmbito do trânsito, a Polícia Nacional fiscalizou 1174 viaturas, onde foram apreendidas 86 veículos. Foram apreendidas 25 cartas de condução e 10 livretes.

Por outro lado foram aplicadas 364 coimas, no valor de 2.455.000 escudos, onde 170 condutores foram submetidos a testes de álcool, das quais 10 foram detidos sob efeito de álcool. Ainda na sequência dessa operação foram autuados 22 condutores por contra ordenação a lei do álcool e seis detidos por condução ilegal. Nesse período foram registados 138 acidentes que resultaram em 60 feridos ligeiros e nove graves.

Detenção

A Polícia Nacional deteve para identificação 797 indivíduos, enquanto entregou 136 sujeitos no Ministério Público para procedimento criminal. Foram apreendidas 43 porções de estupefacientes e 11 armas brancas.Foram abordados ,na via pública, 4695 suspeitos, bem como a PN realizou 145 policiamentos e m locais de diversão nocturna.

Foram ainda distribuídos 5 mil desdobráveis durante a campanha de sensibilização, mas também atendeu-se a 5085 solicitações para resolver situações em diversos bairros, registo de 670 queixas, das quais 660 foram remetidas ao Ministério Público.

  1. mario jorge dias

    Morabeza é tb um pouco destes disturbios.Pessoal aprendem-se á comportar como gentes geandes.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.