MAI: os atrasos na emissão de passaportes foram causados por indefinição política do anterior governo

31/05/2017 07:28 - Modificado em 31/05/2017 07:28
| Comentários fechados em MAI: os atrasos na emissão de passaportes foram causados por indefinição política do anterior governo

O  ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, disse que está a trabalhar na resolução do problema relacionado com a emissão de passaportes

 

“Estamos a trabalhar no sentido de consolidar a base de dados onde reside o essencial do problema do Sistema Nacional de Identificação e Autenticação Civil (SNIAC) e, consequentemente, do passaporte electrónico”, confirmou o ministro durante a interpelação parlamentar sobre o atraso na emissão de passaportes.

Segundo o ministro, são várias intervenções que estão a decorrer neste momento, cujos níveis de complexidade e de profundidade impõem uma orientação e foco permanentes para que o passaporte electrónico seja um documento ao alcance de todos.

“Estamos a entrar pela Imprensa Nacional Casa da Moeda de Portugal em velocidade de cruzeiro no que diz respeito a produção do passaporte electrónico, sendo certo que ainda não estamos satisfeitos com a nossa capacidade de resposta às demandas e necessidades dos cidadãos”, disse Paulo Rocha.

O ministro garantiu que, com as medidas de carácter técnico e organizacional e algumas estruturais, o Governo está a dar “passos seguros” no sentido de estabilização do processo da emissão de passaportes em fluidez de respostas aos pedidos.

O governante prometeu resolver, com responsabilidade, os problemas que foram causados “por indefinição política” do anterior governo.

 

Fonte . Inforpress

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.