PM ainda não fez as contas e não sabe quanto vai custar a participação no capital da BINTER

29/05/2017 04:50 - Modificado em 29/05/2017 04:50

O primeiro-ministro cabo-verdiano disse não ter feito ainda as contas a quanto vai custar a entrada do Estado no capital da companhia de aviação Binter, que segundo cálculos da agência Lusa deverá rondar 1,1 milhões de euros. 

O Primeiro – ministro confrontado com os cálculos feitos pela Lusa  que essa participação pode atingir  1,1 milhões de euros respondeu : “Não confirmo porque ainda não fiz as contas. No momento certo esta operação irá ser realizada”. Era de espera que o PM tivesse feito as contas antes de anunciar o negócio. Mas o contribuinte nesse negócio do estado entrar com o seu dinheiro em companhias áreas está habituado a um ” paga e cala”. Nem vamos falar da TACV , mas sim das contas que a LUSA fez. De  acordo com o Boletim Oficial, a Binter Cabo Verde aumentou, em dezembro de 2016, o seu capital social para 6,025 milhões de euros (664.410.000 escudos cabo-verdianos) correspondentes a 664,410 ações ao preço nominal de 1.000 escudos cabo-verdianos (cerca de 9 euros) por ação.

Segundo cálculos da agência Lusa, 49% do capital social correspondem a 2,952 milhões de euros (325.560.900 escudos cabo-verdianos) e 19% a 1,114 milhões de euros (126.237.900 escudos cabo-verdianos).

Ao assumir 49% do capital social, o Estado fica com 325.560 ações, sendo que a parte do capital social relativa ao investimento de 19% corresponde a 126.237 ações.

Fonte : LUSA 

  1. Precelle

    Triste um PM Ulisses Silva não saber e como anda a negociata com a BINTER. Está é a gozar com aqueles que votaram nele porque para negociar antes tem que se fazer as contitas se não haverá nenhuma mafia e tua passará com transparencia e sem luvas.

  2. Melhor do que financiar 300 mil contos por mês numa compainha falida sem lucro como é o caso dos TACV..Opção Inteligente.

  3. patriota

    apesar de ter ouvido da boca do Sr. Primeiro Ministro, não acredito que um assunto Tão serio e caro esta sendo tratado com tanta ligeireza e irresponsabilidade. O governo toma as medidas mas não sabe nada; não sabe quanto vai custar a participação no capital, não sabe o destino dos mais de 500 trabalhadores, não sabe o que vai fazer com os atuais avioes dos tacv, não sabe como vai resolver os compromissos assumidos com as diversas agencias de viagens, nao sabe quanto vai custar o subsidio a ser atribuido a Binter para cobertura das linhas dificitarias, não sabe o que vai fazer com o parimonio dos Tacv. A unica coisa que sabem é que o desejo de destruir os Tacv falou mais alto então vamos destruir e depois ver como resolver os destroços. Perante isso, chamamos atenção das autoridades PGR para mandarem investigar o que se passa e mandar para tudo quanto e tempo

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.