Acidente em Fazenda: Corpo dos Bombeiros pede mais condições de trabalho para dar melhor resposta

26/05/2017 04:53 - Modificado em 26/05/2017 04:53
| Comentários fechados em Acidente em Fazenda: Corpo dos Bombeiros pede mais condições de trabalho para dar melhor resposta

Na sequência do desabamento do prédio em Fazenda na Cidade da Praia, o Corpo dos Bombeiros da Praia teve de recorrer a empresas privadas no sentido de ter acesso a máquinas para poder intervir na remoção dos escombros. O Comandante dos Bombeiros, Celestino Afonso, diz haver necessidade de mais meios e assim poder intervir e dar melhores respostas.

 

Os serviços dos Bombeiros Municipais da Praia têm-se deparado com dificuldades em termos de equipamentos, sobretudo, de viaturas e de máquinas adequadas para determinadas situações.

O desabamento do prédio de dois andares na manhã do dia 24 e que resultou num morto e cinco feridos, veio pôr a nu a carência de meios próprios que lhe impedem de serem mais eficazes. Em determinados casos, os bombeiros têm de recorrer a empresas privadas para obterem equipamentos no sentido de darem resposta, uma vez que o corpo dos bombeiros não dispõe de meios necessários.

O Comandante dos Bombeiros, Celestino Afonso, diz que apesar de empresas privadas disponibilizarem os próprios equipamentos em situações idênticas ao do desabamento em Fazenda é necessário ter uma estrutura capaz de dar respostas. Ciente das dificuldades, o mesmo adianta que “precisamos de viaturas de socorro e outros meios de intervenção”.

António Lopes da Silva, Vereador do Ambiente e Saneamento da Câmara Municipal da Praia reconhece que os “bombeiros da Praia não estão bem equipados” pois ainda há carência de vários equipamentos. Contudo, adianta que os equipamentos que foram utilizados durante a operação de remoção dos escombros são máquinas que não representam uma prioridade para os bombeiros.

Entretanto, afirma que os equipamentos utilizados no caso do desmoronamento do prédio são prontamente disponibilizados por parceiros em caso de catástrofes.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.