Depois do 12º ano o desemprego espreita: Pior é não estudar e ficar desempregado

8/10/2012 06:49 - Modificado em 8/10/2012 06:49
| Comentários fechados em Depois do 12º ano o desemprego espreita: Pior é não estudar e ficar desempregado

Os estudantes do ensino secundário, do 12º ano, estão a um passo de ingressarem no ensino superior com um sonho de fazer um curso e poder trabalhar na área de preferência. Mas com a divulgação dos últimos dados sobre o desemprego,o futuro parece preocupante, já que 19,6 por cento dos desempregados em Cabo Verde possuem o ensino secundário. Mas ao olharem para cima o panorama não é nada promissor, visto que com curso superior a percentagem é de 16, 8.

 

Ser engenheiro, designer ou mesmo piloto são os sonhos de alguns estudantes que não escondem a preocupação com o que o futuro lhes reserva. Eva Santos é um das estudantes que espelha esta preocupação. “Estes dados são mesmo para preocupar e perguntar o que vamos fazer”, afirma esta estudante. Cindy Silva, na mesma linha de pensamento, questiona “ se os que estão formados não estão encontrando trabalho ,então o que vai acontecer com os que ainda não se formaram ?”.

Mas, apesar do quadro actual ,estes jovens sentem que é preciso não importar muito com isso e fazer a parte deles ,no que tange a estudar e esperar o melhor. Rodrigo Silva mostra que apesar de ser preocupante o desemprego “tenho que estudar” e depois logo se vê. Mas, apesar desta resposta descontraída, não deixa de se preocupar com aqueles que estão desempregados, mas para ele o objectivo é estudar e entrar na universidade. Pior é não estudar e ficar , também, desempregado

Para ter certeza que o mercado de trabalho cria empregos , Romário Fortes ,que escolheu a via técnica, diz que o segredo está em fazer um curso que tenha saída no mercado. E este estudante já tem duas opções identificadas para conseguir trabalho. Mas, também acha que os jovens devem ter uma atitude mais proactiva e buscar trabalho “onde quer que esteja”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.