Jornal ‘Asemana’ manda jornalistas para casa com justificação de falência

24/05/2017 07:14 - Modificado em 24/05/2017 08:16
| Comentários fechados em Jornal ‘Asemana’ manda jornalistas para casa com justificação de falência

O semanário ‘Asemana’ mandou para casa o resto dos jornalistas que ainda permaneciam no jornal. Segundo os jornalistas contactados pelo NN, o jornal fechou as portas com a justificação de falência. “Ainda não decretou falência de forma pública, oficialmente, mas todos nós fomos para casa sem nenhum tostão e sem qualquer previsão”.

 

Embora o Ministro que tutela a Comunicação Social tenha apelado aos accionistas do jornal ‘Asemana’ para não abandonarem os funcionários, os jornalistas foram abandonados à própria sorte. O Jornal deverá decretar brevemente falência de forma oficial depois de ter despedido o resto dos jornalistas.

Com mais de 10 meses de salários em atraso, os jornalistas contactados pelo NN afirmam terem sido despedidos sem receberem nenhum tostão. Entrevistados, dizem estarem a passar por “várias dificuldades, mas que a editora nem quer saber. Fiz um pedido de empréstimo por um valor muito baixo e não me foi concedido, aliás, recebi até agora apenas silêncio”.

Recorda-se que em Novembro último, um grupo de jornalistas foi despedido com garantia de indemnizações previstas pela lei. Sabe-se, seis meses depois, que os jornalistas continuam sem receber os seus salários e muito menos as indemnizações.

Este online soube que a administração do jornal optou pelo despedimento dos trabalhadores como forma de tentar viabilizar o jornal. Os trabalhadores, no intuito de pressionarem a administração a encontrar uma saída para o pagamento dos salários, escreveram uma carta e não trabalharam o que fez com que o periódico não saísse durante uma  semana. Todavia, tudo indica que até agora não foi encontrada uma solução.

O Ministro Abraão Vicente apelou aos accionistas do jornal ‘Asemana’ para que “não virem as costas aos próprios trabalhadores” e garantiu estar disposto a dialogar com os funcionários e os accionistas com o intuito de ajudar.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.