Porto Novo: Edilidade reduz dívidas com universidades mas estudantes continuam a enfrentar problemas

17/05/2017 08:12 - Modificado em 17/05/2017 08:12
| Comentários fechados em Porto Novo: Edilidade reduz dívidas com universidades mas estudantes continuam a enfrentar problemas

A Câmara Municipal do Porto Novo procedeu, nos últimos tempos, à redução das dívidas acumuladas com as universidades em Cabo Verde, mas muitos estudantes bolseiros da edilidade continuam a enfrentar dificuldades para prosseguir os estudos.

 

O executivo camarário disse ter encontrado dívidas, na ordem dos nove mil contos, com os estabelecimentos de ensino superior nacionais, uma situação que, admite, têm prejudicado os bolseiros, com dificuldades para prosseguir os estudos ou para obter os seus diplomas, no caso de aqueles que já terminaram a formação.

Graças a um empréstimo bancário, conseguido recentemente, cujo valor não foi especificado, a Câmara Municipal “amenizou” o problema das dividas, mas continua a admitir que a situação dos bolseiros é “preocupante”.

A autarquia concorda que, de facto, os estudantes não conseguem concluir os estudos ou aqueles que já concluíram a formação universitária têm dificuldades para obter os certificados por causa das dívidas com os estabelecimentos de ensino superior em Cabo Verde, acumuladas ao longo dos anos.

Trata-se de “dezenas” de bolseiros nessa situação, segundo uma fonte camarária.

Por causa das dívidas, as universidades têm vindo, nos últimos anos, a congelar notas dos bolseiros da Câmara Municipal do Porto Novo, que já garantiu que está a envidar esforços para resolver o problema.

Segundo o edil, Aníbal Fonseca, as dividas estão a preocupar a Câmara Municipal, que “terá de encontrar formas de resolver essa questão”.

Para 2017, o elenco camarário prevê, no seu orçamento, quase dez mil contos para a promoção do acesso à educação no Porto Novo, através de vários programas, entre os quais se destacam o pagamento de propinas nas universidades.

INFORPRESS

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.