Atletismo: Selecção Cabo-verdiana de sub-18 consegue 11 medalhas nos jogos das Ilhas 2017 na Martinica

17/05/2017 08:08 - Modificado em 17/05/2017 08:08
| Comentários fechados em Atletismo: Selecção Cabo-verdiana de sub-18 consegue 11 medalhas nos jogos das Ilhas 2017 na Martinica

A Selecção Cabo-verdiana disputou durante três dias esta competição nas Ilhas Martinicas com um total de dez atletas, tendo conseguido arrebatar um total de 11 medalhas para o país: quatro de prata e sete de bronze.

 

Os dez atletas que integravam a comitiva cabo-verdiana eram divididos entre as categorias feminino e masculino. As atletas conseguiram cinco medalhas nas suas provas e os atletas cinco medalhas.

No primeiro dia das provas, Cabo Verde conseguiu amealhar cinco medalhas com Larissa Neves da ilha do Sal a conseguir a medalha de prata na disciplina de 400 metros. Magda Moreira de Santiago Norte e Valissa Oliveira de São Nicolau, conquistaram as medalhas de bronze e prata, respectivamente, nos 1500 metros. Já nas provas masculinas Wander Horta da ilha do Sal conseguiu a medalha de prata nos 800 metros e Gilson Tavares de Santiago Norte, o bronze.

No segundo dia da competição a fasquia desceu para apenas duas medalhas tendo Valissa Oliveira arrebatado a medalha de prata e Larissa Neves a medalha de bronze nos 800 metros. No último dia das competições, Cabo Verde conseguiu fechar a sua participação com quatro medalhas de bronze, com Magda Moreira e Wander Horta a conseguirem duas medalhas nos 3000 metros e mais duas medalhas nas provas de estafeta combinada.

Com isso, Cabo Verde fechou a sua participação nos jogos 2017 nas Ilhas Martinicas com resultados positivos num evento que ainda contou com a presença dos Açores, das Ilhas Baleares, da Córsega, de Guadalupe, da Martinica, da Sicília e da Guiana. Os jogos das Ilhas têm como principal objectivo, desde a sua criação, a promoção de uma mensagem desportiva fundamentada no “Fair-Play” e no respeito pelos outros, possibilitando também o encontro entre jovens de origens diferentes, mas que tenham em comum a insularidade. Um dos feitos inéditos de Cabo Verde nesta competição foi o facto de ter conseguido alcançar a taça Fair-Play.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.