Anildo Jesus: “Os campos são para todos, mas existem regras para a utilização”

17/05/2017 07:55 - Modificado em 17/05/2017 07:55
| Comentários fechados em Anildo Jesus: “Os campos são para todos, mas existem regras para a utilização”

Um grupo de jovens na Ribeira de Craquinha acusou a gestão dos campos relvados em São Vicente de lhes impedir  de acesso ao  campo da zona . Situação que chegou ao conhecimento do Vereador do Desporto, Anildo Jesus, que explica a forma como a gestão dos campos tem sido feita.

 

“Esses campos, principalmente os relvados, tem um planeamento de acordo com a época desportiva. Logo no início da época, é feito a calendarização onde são colocadas algumas outras atividades que tem que ser encaixadas. É um programa feito, e os campeonatos ocupam grande parte deste período, como explica o Vereador. Os planos são feitos em concertação com o gestor dos campos. “

Garante que a gestão tem sido “pacífica”, com flexibilidade para as associações das zonas realizarem  os seus torneiros.

“Pode parecer como um mal-entendido porque ainda não estamos habituados nas zonas com as regras. Antes campos não tinham horário, mas hoje tem horários, mas podem ser utilizados fora dos horários atribuídos”.

A edilidade, como explica Anildo Jesus, tem trabalhado num regulamento de utilização dos campos. Dentro deste regulamento define as prioridades de utilização, proibições dentro do recinto, as quotas a ser pagas para utilização.

Em reação as criticas feitas pelos jovens de Ribeira de Craquinha diz que “não tem razão de ser”, atribuindo o facto a um mal-entendido. “Os campos estão acessíveis a todos. E se tiverem dificuldades podem traze-las a câmara para ficar a par do que está a acontecer, para que os problemas sejam resolvidos”.

Voltando a questão das regras afirma que os campos não estão abandonados e que tem guardas para fazer o trabalho. E apela que os que pretendem utilizar o campo necessitam de uma autorização, mediante o pagamento de uma taxa. E clarifica que o pagamento deve ser feito na tesouraria da Câmara e não diretamente nos guardas. E que mesmo que os campos estiverem vazios existe regras, e que não é “somente chegar e jogar”.

“Os campos são para todos que queiram praticar seu desporto”, como afirma o presidente.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.