Escola Portuguesa do Mindelo: Os objectivos e as perspectivas estão a ser alcançados

11/05/2017 05:05 - Modificado em 11/05/2017 05:05
| Comentários fechados em Escola Portuguesa do Mindelo: Os objectivos e as perspectivas estão a ser alcançados

A Escola Portuguesa do Mindelo entrou em funcionamento no mês de Setembro do ano passado. Com o crescimento da comunidade portuguesa no Mindelo sentiu-se a necessidade de haver uma escola que permita às crianças circular entre os dois sistemas de ensino.

 

Segundo Évora Fortes, Membro da Direcção da Escola, após quase um ano de funcionamento da Escola Portuguesa do Mindelo, os objectivos e as perspectivas estão a ser alcançados. “Os objectivos estão a ser alcançados e em termos de números e perspectivas da escola também estão de acordo com os planos da corporativa”, considera.

Em relação ao andamento da Escola, Évora Fortes avança que está a correr muito bem e que no ano lectivo anterior tiveram 15 alunos no Ensino Básico e 26 no Pré-Escolar. Duas turmas do Pré-Escolar em que o primeiro ano só tem alunos com 4 anos de idade e o segundo alunos com 5 anos. Relativamente a esse ano, a Escola irá ter no Ensino Básico duas turmas, uma do segundo ano e a outra do primeiro ano e uma nova turma do Pré-Escolar. Adianta ainda que já há alunos em lista de espera para o 1° ano e para o 2° ano e falta preencher o Pré-Escolar”.

Évora Fortes acrescenta que a aprendizagem das crianças está a correr bem e realça que “o sistema do ensino baseia-se no ensino do português, para haver uma transição saudável entre os alunos que estudam aqui em Cabo Verde e depois se transferem para Portugal e vice-versa, pelo que é necessário que se adaptem bem ao sistema de ensino”.

A Escola, para além da parte lectiva das aulas, tem outras disciplinas extra-curriculares, nomeadamente, Expressão Musical, Expressão Plástica e Inglês que são leccionadas no período da tarde.  

Conforme nos adiantou Évora Fortes, a Escola tem duas professoras a leccionar e duas assistentes para o Pré-Escolar. “De momento, temos a Professora Silva no 1° ano, uma professora no Pré-Escolar e duas assistentes no Pré-Escolar”, afirma.

Relativamente aos planos futuros da Escola, Fortes diz que pretendem construir um edifício próprio onde possam construir de raiz uma Escola verdadeiramente portuguesa.

“O nosso objectivo a médio-curto prazo é a construção do edifício próprio onde possamos construir de raiz uma escola verdadeiramente portuguesa com uma estrutura e com condições de acordo com o que queremos”, realça Évora Fortes.  

Por último, Évora Fortes afirma que “a mistura de duas culturas diferentes é muito boa e estamos no mundo global e temos que preparar os alunos para o mundo global e não adianta limitarmo-nos somente ao básico”, finalizou.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.