Cabo Verde vai experienciar introdução do mandarim no sistema educativo

11/05/2017 05:03 - Modificado em 11/05/2017 05:03
| Comentários fechados em Cabo Verde vai experienciar introdução do mandarim no sistema educativo

O sistema educativo cabo-verdiano vai introduzir o mandarim no curriculum escolar. A iniciativa é do Ministério da Educação e da Universidade de Cabo Verde, uma introdução que irá acontecer de forma faseada segundo a Ministra da Educação Maritza Rosaball.

A introdução do mandarim no sistema de ensino cabo-verdiano trará mais-valias aos alunos e ao país de acordo com a Ministra da Educação. ”Esta experiência não é só no campo de aprendizagem da língua, é também no campo de aprendizagem da cultura. Isto é sem dúvida muitíssimo bom, porque desenvolve as relações humanas entre os povos”, revela Maritza Rosaball.

A Ministra acredita que também ajudará na aproximação das relações e trocas culturais entre o nosso país e a China. O Embaixador chinês Du Xiaucong acredita que não será difícil uma vez que já existe o Instituto Confúcio da Universidade Pública que lecciona aulas na língua chinesa reforçando a sua massificação.  

A implementação da língua chinesa nas escolas cabo-verdianas mesmo que seja de forma experimental deverá acontecer a partir do ano lectivo 20171/18. Maritza Rosaball aponta diversas vantagens como a massificação da língua chinesa trazendo ganhos valiosos a Cabo Verde, uma oportunidade que ajuda os alunos que vão estudar na China a terem noções básicas da língua e cultura chinesa.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.