Soby está quase a ficar em posição de navegabilidade

9/05/2017 08:07 - Modificado em 9/05/2017 08:10

O navio Soby poderá voltar a flutuar dentro de dois dias no máximo, isto tendo em conta os diversos atrasos derivados dos obstáculos encontrados durante o processo de remoção. Neste momento, o barco está com uma inclinação positiva de 60/70 graus.

O barco está, neste momento, com uma boa inclinação fruto de um esforço de 160 toneladas de força para que o resultado fosse atingido e ainda não está a flutuar apenas porque foi descoberta uma entrada de água que veio a dificultar o trabalho que por si só tem sido complicado e moroso, explica Francisco Vasquez.

“A solução seria a de o fazer flutuar pelos seus próprios meios, tentámos isso no domingo, onde trabalhámos durante todo o dia e toda a noite, bem como mais de metade desta segunda-feira mas, com esta nova descoberta, vamos agora fazer uma pausa e na quarta-feira recomeçaremos os trabalhos”, afirma Vasquez, que explica ainda que o local de entrada de água está situado numa das saídas de emergência da embarcação que comunica com a sala de máquinas e, portanto, “agora o barco não vem acima”. “Uma entrada de água dentro da casa de máquinas que não deixa voltar para a posição inicial”.

Esta entrada de água é o que está a manter o cargueiro inclinado “porque estão instalados cerca de sessenta toneladas de flutuadores dentro do navio e temos um tanque de 20 toneladas do próprio barco que também está a manter a posição”, ou seja, 80 toneladas estão a manter o navio inclinado.

Sem contar com a força da hélice do rebocador que esteve a trabalhar no domingo por vinte horas consecutivas, o que removeu muita areia no fundo e esta areia fez uma pequena “cama” que ajuda o navio a ficar numa posição mais erguida, conta o especialista do UCS (Underwater Contractor Spain), que está desde o dia 16 de Abril na complexa operação de endireitar e fazer flutuar o navio cargueiro adornado numa das rampas rol on rol off do cais de cabotagem do Porto Grande, desde o dia 24 Março, numa operação de descarga.

Para quarta-feira, o foco da equipa agora é trabalhar no bloqueio da entrada de água e, uma vez terminado esse processo, começar a bombear a água da embarcação e fazê-la flutuar para a sua posição de navegabilidade.

Francisco Vasquez estima que serão necessários apenas mais dois dias de trabalho, no mínimo, caso não aconteça nenhum inconveniente, para que o trabalho esteja concluído, já que trabalham em contra relógio devido a outros compromissos já assumidos.

De relembrar que a Capitania dos Portos de Barlavento tinha perspectivado a conclusão dos trabalhos de resgate do “Soby” em duas semanas.

  1. Mindelo

    Atenção à noticia. O barco está novamente no fundo desde ontem !

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.