Ribeirinha acolhe 11ª edição do Tributo a Bob Marley 2017

8/05/2017 04:58 - Modificado em 8/05/2017 04:58
| Comentários fechados em Ribeirinha acolhe 11ª edição do Tributo a Bob Marley 2017

Para a sétima edição do Festival “Tributo a Bob Marley”, o grupo “Os Mensageiros”, continua, este ano, na senda da internacionalização do evento que de ano para ano angaria mais fãs e seguidores e que este ano será transmitido em directo via internet.

Este ano, na sua décima primeira edição, a organização, nas pessoas de Ravi do Rosário e Milton César “Tó Heaven”, promete um festival de grande qualidade, com grandes artistas locais e nacionais que abraçaram este projecto.

Em entrevista a este online, a organização “Tributo a Bob Marley” já tem definido o cartaz, tendo como cabeça de cartaz um grupo de Portugal, “Rubera Roots”, que após contactos por parte da organização, aceitou o desafio de participar num dos maiores eventos do tipo em Cabo Verde, isto após terem tido conhecimento da dimensão do evento que já é considerado em São Vicente como um dos maiores festivais de Reggae, uma homenagem à lenda e ao falecido rei do reggae, Bob Marley.

Para além de ser um evento com presença de um grupo internacional, esta é também, conforme Ravi do Rosário, uma forma de ter a colaboração de artistas locais que também têm a oportunidade de elevar cada vez mais o nome do festival, um evento que, de ano para ano, eleva a sua qualidade e que se está a tornar, como diz, num marco.

Da ilha de Santiago para Ribeirinha, no dia 11 de Maio, Wilson Band da Praia, grupo “Raggae” de Santo Antão, todos confirmados, bem como Domo África, Jimmy e Banda, The Origens, entre outros, apenas à espera do grande dia.

De acordo ainda com a organização, este ano a Câmara Municipal abraçou o evento, o que facilitou e diminuiu as dificuldades a nível de produção. Este é um evento que conta com o patrocínio directo da OJFP que tem trabalhado em conjunto para ajudar a desenvolver e a elevar o festival a níveis cada vez maiores.

“Foi criada uma parceria com a edilidade mindelense que vê este evento não apenas como um simples desfile de artistas, mas como um festival de reggae e, por isso, este ano, aceitou dar o seu contributo”, explica a organização.

Este ano, uma vez mais, o festival irá decorrer no mesmo local onde foi organizado no ano passado, num dos “diques” em Ribeirinha, devido à sua maior capacidade de público que não se importa com a terra batida onde será montada a estrutura já que, no ano passado, assegura a organização, o festival recebeu mais de 10 mil espectadores.

Para já, a organização agradece o apoio recebido na continuação de um evento que acredita que tem tudo para ser tornar numa referência nacional e com capacidade de ter, cada vez mais, mais artistas de renome à altura deste palco que há onze anos presta o seu “humilde tributo a Bob Marley”.

Os organizadores ambicionam vir a ter no futuro, não apenas um, mas dois ou três grupos de reggae internacional no festival.

“Mesmo evento, mas maior dimensão e qualidade”, afirma Ravi do Rosário.

Como sempre, para ter um bom evento, sem sobressaltos e confusões, a organização apela ao respeito e civismo com que o público tem sempre brindado o festival e que aprecie o reggae com paz e amor.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.