Trabalhadores da Contacto CV decididos em lutar pelos seus direitos

5/05/2017 05:00 - Modificado em 5/05/2017 05:00
| Comentários fechados em Trabalhadores da Contacto CV decididos em lutar pelos seus direitos

Os doze trabalhadores afectos à Contacto Cabo Verde na cidade da Praia encontram-se em greve de uma semana. A paralisação dos trabalhos teve início na manhã do dia 02 de Maio. Os mesmos dizem-se decididos em lutar para reaverem os seus direitos. Em causa está o atraso no pagamento dos salários, a actualização salarial, a reposição do abono suspenso, a atribuição do prémio de produtividade a todos os trabalhadores e a atribuição do subsídio de transporte.

 

José Pereira, que falou em nome dos trabalhadores da Contact Cabo Verde, adianta que não houve espaço para o diálogo uma vez que a entidade empregadora se limitou ao silêncio. Assim sendo, não restou outra saída senão a de se partir para a greve.

 

A greve teve lugar na passada terça-feira e decorre até ao dia 08 de Maio. Os grevistas mostram-se descontentes com a situação em que vivem há alguns anos. Pereira diz que os motivos da greve são vários, nomeadamente, o atraso no pagamento dos salários, a actualização salarial, a reposição do abono suspenso desde Janeiro de 2017 por uma decisão da empresa sem serem informados, a atribuição do prémio de produtividade a todos os trabalhadores e a atribuição do subsídio de transporte.

 

O porta-voz considera “uma discriminação” a atribuição do prémio de produtividade e de transporte apenas a alguns trabalhadores. A ausência de uma sede local contribui para a não resolução dos problemas.

 

O mesmo garante que caso a greve não surta efeitos, os trabalhadores vão recorrer a outras formas de luta, sobretudo uma greve mais alargada e desencadear ainda uma acção judicial para que os problemas sejam resolvidos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.