JHA: “Governo já ultrapassou o limite do financiamento interno líquido, em quase três milhões de contos”

21/04/2017 04:58 - Modificado em 21/04/2017 04:58

A Presidente do PAICV e líder da oposição, Janira Hopffer Almada (JHA), reitera que Cabo Verde está em risco real de derrapagem orçamental e aconselha o Primeiro-ministro a verificar as contas no Mapa Operações Financeiras do Estado, indicando as páginas que comprovam que o OE de 2016 já foi ultrapassado.

A líder da oposição, Janira Hopffer Almada, assegura que os dados que indiciam derrapagem constam das Contas do 4° Trimestre de 2016, que o Governo entregou ao Parlamento e confiante ao afirmar que o país está em risco real de derrapagem orçamental.

“A realidade é clara! O Governo já ultrapassou o limite do financiamento interno líquido, em quase 3 milhões de contos. Confirme! Vá às Contas (que o seu Governo apresentou) e abra o Mapa Operações Financeiras do Estado, na página 34!O valor aprovado no Orçamento do Estado para 2016 é de 4.844,3 milhões de CVE!E o valor executado, em 2016, é de 6.930,6 milhões de CVE. A divida interna cresceu 14%!O Mapa A demonstra isso mesmo! Consulte a página 39 e confirme que já foram emitidos 14,6 milhões de contos em títulos de dívida pública pelo seu Governo!” escreve a líder da oposição nas redes sociais, demostrando que fez o T.P.C e aconselha o executivo a analisar bem as contas, que confirme os dados e esteja bem preparado e concentrado para discutir com o GAO (Grupo de Apoio Orçamental) e o FMI, e para defender os interesses dos cabo-verdianos.

Janira Hopffer Almada relembra que “eu sei, e o Senhor Primeiro-Ministro também sabe, que o Governo não tem autoridade para ultrapassar o limite estabelecido na Lei do Orçamento do Estado, a não ser que se apresente um Orçamento Retificativo, discutido e aprovado pelo Parlamento” e alerta o governo que após analisar as contas ninguém vai “cair nesse discurso de fuga em frente, responsabilizando o Governo anterior! Muito menos o Grupo de Apoio Orçamental (GAO) e o FMI, e o Senhor sabe disso”.

  1. António

    Oh menininha mimada, toma juízo. Não entendes de contas e nem sabes lê-las. Já esqueceste o tacho que querias arranjar ao teu maridinho? Como política és um zero à esquerda com apoio do papaizinho. Porque não falas do Novo Banco? Da situação em que deixaram a TACV? Da casa para todos? Tenha calma, um mandato é de 5 anos e não de um ano. Voçês são contra Cabo Verde, a favor dos vossos bolsos, arrogantes, comunistas travestidos de demo.

  2. Fatima

    OH JANIRA! AGORA VAIS VENDER PASTEIS E CANJA E AJUDAR O GOVERNO A RESOLVER OS PROBLEMAS, NAO ACHAS? ESTAMOS FARTOS DAS VOSSAS MENTIRAS.

  3. Adérito Fernandes

    De tudo o que esta senhora disse há duas coisas certas, apenas. A execução do orçamento de 2016 terá de ser analisado pelo GAO – Grupo de Apoio Orçamental e também com também com o FMI. Aguardemos que estas duas entidades façam a apreciação e depois daremos opinião. O que ela diz é apenas oposição, em princípio. Sabendo o Governo que Cabo Verde depende das ajudas do GAO não acredita que tenha cometido uma asneira destas. O Ministro das Finanças para além de formação na área já foi Secretário de Estado das Finanças e Governador do BCV. A líder do PAICV foi uma ministra fracassada de um Governo que levou Cabo Verde a uma situação bem difícil de déficites e de endividamento. O Primeiro Ministro diz que temos um déficite na casa dos 3,2 %, então os números aqui apresentados não estão certos. Quem está a falar verdade ou a interpretar os números correctamente. O Primeiro Ministro de gestor de empresas / economista e a líder do PAICV é jurista, com que experiência ?

  4. Antonio Delgado

    A Janira, a Lider do PAICV gosta de estar no palco a frente dum microfone e na passagem de model na Comunicaçao Social. O Governo do MpD tem apenas um ano de funçoes e nao de 5 anos. O Paicv esteve 15 anos, portanto é bem diferente de 1 ano. Portanto esta a perder o seu tempo a enganar o Povo. A Lider dos Tambarinas esta a pedir contas à um Governo sem ter um ano de trabalho.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.