Juventude da UCID pretende até 2021 estar presente em todas as ilhas e com forte aposta nas formações

19/04/2017 05:35 - Modificado em 19/04/2017 05:35
| Comentários fechados em Juventude da UCID pretende até 2021 estar presente em todas as ilhas e com forte aposta nas formações

UCID“A Juventude da UCID (JUCID) tem vindo a crescer de uma forma exponencial, transformando o partido e com a possibilidade de criar uma UCID mais forte. Uma UCID mais forte é a oposição que Cabo Verde precisa neste momento”. A afirmação é do coordenador da JUCID, Nilton Reis, cuja ambição é ter a JUCID em todo o país até 2021.

O mesmo considera que a JUCID tem vindo a fazer um “grande” trabalho em prol da juventude, sua área de actuação, justificando que isso se deve ao facto do partido cristão democrático ter investido de ano para ano em formações bem como na área social, principalmente no que toca às crianças.

Nilton Reis garante que, neste momento, em todas as zonas da ilha de São Vicente, existe não apenas um membro da JUCID, mas diversos que, posteriormente, podem criar aquilo que chama de “chamariz” ou que funcione como uma chamada para fazer parte da Juventude UCID.

Para já, o maior foco da JUCID são as formações, o que acredita ser um dos aspectos essenciais para driblar o forte desemprego que assola a ilha do Monte Cara, a mais afectada por este fenómeno. Este assegura que na ilha todos os jovens têm conhecimento das formações ministradas pelo partido. E muitos que saem das formações conseguem emprego num curto espaço de tempo, o que satisfaz o líder da JUCID.

“Estamos a retomar este ano algumas formações que já foram ministradas anteriormente, devido à forte fluência que tiveram”, relembrando que durante uma das formações estiveram presentes jovens que vieram propositadamente da ilha do Sal para fazerem parte dos formandos.

A UCID, conforme o coordenador da JUCID, vê esta procura de forma satisfatória e atribui os méritos aos jovens que estão por detrás destas iniciativas.

Neste momento, adianta, estão a decorrer algumas formações e quase todos os dias “temos grande procura de jovens para estas formações” que são gratuitas, isto porque os formadores ministram de forma voluntária as diversas formações, desde as línguas estrangeiras passando pela informática, recursos humanos, até empreendedorismo. Com uma inscrição simbólica de quinhentos escudos.

A nível social, a JUCID acredita que tem feito um “grande trabalho” em prol da sociedade, com a entrega de materiais escolares às escolas das zonas periféricas da ilha, tendo no final de Dezembro passado feito a primeira entrega na escola de Ribeira de Julião e este ano, a primeira contemplada será a escola de Ribeira de Vinha. Posteriormente, as entregas serão feitas na escola de Lazareto.

Os objectivos da JUID para este ano, são a continuidade das formações, com o intuito de ajudar na redução do desemprego e também continuar a investir na área social. Diz que as acções da Juventude do partido cristão democrático têm tido projecção não só a nível nacional, como internacional, com todos os dias a receber elogios de militantes além fronteiras.

Nilton Reis faz saber que à semelhança de São Vicente, a ilha de Santiago já possui a própria sede da Juventude da UCID que em breve vai arrancar com formações, uma meta há muito pretendida pelo partido que agora a vê concretizada e já com planos para a ilha de Santo Antão ainda para este ano. Isto com o objectivo de trazer jovens para a UCID. A juventude da UCID pretende demonstrar com isso que quer estar presente em todas as ilhas.

Sendo um dos poucos espaços que os jovens podem recorrer para ter acesso a formações de forma gratuita na ilha, diz Nilton Reis, a ideia é alagar ainda mais o leque de formações e, neste momento, a JUCID é composta por 79 pessoas, depois de um início com 6 membros.

Demonstra ainda que nos últimos seis meses mais de cem jovens já fizeram o cartão de militante e até 2021 a UCID terá uma forte militância de jovens. “A juventude e o partido terão um grande papel no desenvolvimento do país em todas as áreas”, reitera.

A trabalhar como voluntário no papel de coordenador da Juventude da UCID e como Vice-presidente do Concelho Municipal da Juventude da Câmara Municipal de São Vicente, Reis afirma que a relação entre a JUCID e o partido em si é bastante forte.

A UCID aceita todos nas formações, independentemente da sua cor política ou idade. “Não nos interessa a cor política, mas sim a juventude de São Vicente e de Cabo Verde. Não se trata apenas de capacitar jovens da UCID, mas igualmente, todos”, conclui.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.