Conselho Presbiteral da Diocese de Santiago reúne-se na Praia

19/04/2017 05:27 - Modificado em 19/04/2017 05:27
| Comentários fechados em Conselho Presbiteral da Diocese de Santiago reúne-se na Praia

O Conselho Presbiteral (CP) da diocese de Santiago de Cabo Verde reúne-se durante dois dias, de 18 a 19 de Abril na cidade da Praia. O encontro que reúne padres de diferentes ilhas da Diocese tem como objectivo discutir assuntos que dizem respeito à Diocese e à organização das paróquias.

Regido pelas normas do direito canónico, este órgão consultivo do Bispo tem como objectivo ajudar na governação da Diocese com o seu parecer e conselhos, promovendo ao máximo o bem espiritual e pastoral do povo de Deus.

O encontro do Conselho Presbiteral traz a oportunidade de tratar sobre o presbítero e a sua missão na Igreja. O Protocolo entre a UNICV e a Diocese, a Pastoral presbiteral e a formação permanente dos padres, a regulamentação do Acordo entre Cabo Verde e a Santa Sé, são alguns dos assuntos a serem abordados pelos conselheiros do bispo diocesano.

De acordo com o Secretário do Conselho Presbiteral, Padre Edson Bettencourt, os assuntos serão postos na mesa para discussão e análise onde os padres darão os seus pareceres. O programa contempla assuntos que têm a ver com a «religiosidade popular». Segundo um membro do CP, «é uma questão complexa e exige um estudo sério e profundo, multifacetado e a longo prazo». 

A juventude será objecto da preocupação desta espécie de «senado do BISPO» que se reúne duas vezes por ano, com representantes do clero de todas as idades e condições e regiões da Diocese para tratar de assuntos importantes da Diocese.

O CP é um órgão consultivo obrigatório na orgânica de uma Diocese. Mas quando as decisões são assumidas e o documento final é assumido pelo Bispo, torna-se numa orientação pastoral com força de lei.

O entrevistado adianta que “o Conselho procura ser representativo dos vários sectores do presbitério, por isso, apesar de todos os padres não estarem presentes, estão representados através do clero diocesano que votou pelos membros do Conselho”.

“Com este Conselho, revela-se um grande sentido de comunhão que existe na Diocese onde cabe ao Bispo a última palavra mas que implica todo o clero que está representado pelo Conselho para que, com a sua experiência pastoral, sentido do povo de Deus, também dê pareceres que conduzam a uma vida da Diocese mais viva e voltada para a vivência do Evangelho tendo em conta os vários desafios que a sociedade Cabo-Verdiana coloca à Igreja”, enfatiza o Padre Edson.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.