Vila Nova: Moradores reclamam de esgoto a céu aberto

18/04/2017 07:50 - Modificado em 18/04/2017 07:50

Há mais de três semanas que a rua principal da zona de Vila Nova encontra se alagada e com cheiro nauseabundo proveniente de um caixa de esgoto que arrebentou. Os moradores afirmaram ao NN que o problema é recorrente e que o incomoda toda a vizinhança sobretudo os comerciantes, uma situação que acaba por refletir no negócio e na saúde dos mesmos. Indignados os entrevistados apelam intervenção urgente das autoridades sanitárias.

Os esgotos a céu aberto parece ser um problema sem solução na cidade da Praia. O problema com os esgotos está presente em todos os bairros é cronico e arrasta há vários anos sem que seja resolvido definitivamente.

Na zona de Vila Nova a rua principal, onde há maior movimentação de pessoas e carros encontra se alagada e com um cheiro insuportável. A caixa de esgoto arrebentou há vários dias incomodando quem por ali passar.

Moradores e comerciantes, reclamam do esgoto a céu aberto que corre pela via. Segundo os mesmos, o problema é antigo e tem afectado a saúde pública. Várias

De acordo com a moradora Marlita da Cruz, tem sido várias reclamações, mas nenhuma providência foi tomada com relação à água de esgoto que fica empoçada em frente ao seu estabelecimentos comerciais. “O mau cheiro é insuportável”, reclama.

A comerciante Ilda Correia afirma que o problema de arrebentamento de esgoto trás problemas de saúde para além de interferir no negocio. ”Com este mau cheiro insuportável ninguém vem comprar nas lojas ou bares preferindo outros lugares. Quem saem a perder somos nós os comerciantes”.

Isto é um perigo sobretudo para crianças que por inocência brincam na água contaminada”, lamenta Carlitos que apelam rápida intervenção das autoridades sanitárias.

O problema nas redes de esgoto tem causado incómodo aos praienses. Há vazamentos em diferentes bairros da cidade. Muitos moradores reclamam que isso atrapalham a passagem de pedestres.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.