São Vicente: Idoso 68 anos produz produtos artesanais para sobreviver

18/04/2017 07:46 - Modificado em 18/04/2017 07:46

António Tavares, artesão, 68 anos de idade, é natural da ilha São Vicente, residente em Monte Sossego. Desde criança o idoso se desloca diariamente para a cidade do Mindelo, beira da estrada da Ex. Conservatória Civil, para vender produtos artesanais para o seu auto-sustento.

 

Na beira da estrada, no calçadão, encontra-se “Anton”, um idoso de 68 anos que se diz vender os seus produtos artesanais desde criança para sustentar a sua família. “Desloco-me todos os dias até a cidade onde coloco os meus produtos no chão de cartões para os interessados comprar”, afirma António Tavares.

Sobrevivendo com o que produz, o artesão vende vários produtos artesanais na cidade. Encontramos navios e peixes de diferentes tipos, desde tubarão, entre outras espécies.

Tavares afirma que os materiais utilizados para a realização desses produtos artesanais é o chifre de boi, plásticos e tinta para a escrita e outros detalhes decorativos.

Em relação aos preços dos produtos artesanais, Tavares, realça que, os preços variam de tamanho de cada produto. ”Os preços dos produtos variam, os mais pequenos são 500 escudos e os maiores mil e 500 escudos”, disse.  

O entrevistado defende que desde sempre esse foi o seu “ganha-pão”, pois não encontrou outro modo de viver. No passado com o pouco que ele ganhava deu para sustentar os seus filhos e a sua família e, hoje mesmo com essa idade ainda sobrevive do seu trabalho. Embora com poucos clientes, Tavares garante que sempre vende alguma cosa para o seu auto-sustento.

No entanto, mesmo com pouco lucro Tavares desloca-se todos os dias, no período de manhã, para a cidade na esperança que vende alguma coisa.” Venho todos os dias no período da manhã e regresso a tarde para minha residência”.

Por fim, Tavares afirma que vai continuar nessa luta, pois com o pouco que ele ganha esse foi o rumo da sua vida e já não têm volta.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.