Santiago: Mais uma denúncia de violação de uma criança de 10 anos por desvendar

18/04/2017 07:41 - Modificado em 18/04/2017 07:41

O caso de violação de uma criança de 10 anos foi denunciado pela mãe que está desesperada e aguarda medidas por parte das autoridades policiais e do Instituto Cabo-verdiano da Criança e do Adolescente (ICCA).

A menina de 10 anos e sua irmã moram na localidade de Achada Fazenda, no interior de Santiago, na casa de uma tia paterna onde foi, supostamente, violada pelo tio e mãe diz ao jornal À Nação que desde Sábado fez queixa a Polícia Nacional e ao ICCA, mas “até agora ninguém fez nada e o presumível violador continua livre. Quero ajuda. Não sei o que fazer”.

A mãe conta que “estava em casa a preparar o jantar quando vieram chamar-me a dizer que minha filha tinha sido violada pelo tio. Eu e a minha mãe fomos a correr. Minha filha disse na hora que foi mexida”, de seguida levou a menina para hospital de Santa Cruz, onde a médica disse-lhe que tudo indicava que houve penetração. “Mas para ter mais certeza nos enviou de ambulância para o Hospital Regional de Santiago Norte, em Assomada, onde foi-nos confirmado que a minha filha tinha perdido a virgindade durante o acto”, denuncia a progenitora que está aflita porque o suposto violador ainda está solto.

“O presumido violador terá ameaçado a hipotética vítima com uma faca para que ela o deixasse fazer o que queria. Disse ainda que a iria matar, caso contasse para alguém”, acrescenta a mãe da miúda de 10 anos supostamente vítima de violação sexual.

  1. Eduardo Oliveira

    Eu daria como punição:
    1°) Uma semana na cadeia com os presos mais selvagens para o tratarem como fez à criança;
    2°) Castrà-lo de forma a nunca mais ter o desejo de penetrar qualquer buraco, mesmo o de uma fechadura.
    A Justiça tem de actuar mesmo desobedecendo as leis que os homens fizeram e não actualizam segundo o tempo e o espaço

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.