Comemorações 138 anos da cidade do Mindelo: Cantora brasileira Maria Gadú a grande atracção da noite acompanhada de Mayra Andrade

17/04/2017 07:19 - Modificado em 17/04/2017 08:01
| Comentários fechados em Comemorações 138 anos da cidade do Mindelo: Cantora brasileira Maria Gadú a grande atracção da noite acompanhada de Mayra Andrade

A actuar pela primeira vez São Vicente, a cantora brasileira Maria Gadú, que actuou pela primeira vez num palco em Cabo Verde no Kriol Jaz Festival 2017 (KJF), diz estar satisfeita pela forma carinhosa como os mindelenses a receberam.

Com um atraso de uma hora e, tendo partilhado o palco com Mayra Andrade, entoou algumas canções em dueto, entre elas, a “Ilha de Santiago” e “SaKedú” em crioulo, sendo este último gravado no seu último álbum.

Colaboração que lhes valeram muitos aplausos. A artista brasileira disse à imprensa que a amizade com a cantora Mayra Andrade já dura há alguns anos e que sempre tentaram esta vinda a Cabo Verde para conhecer a sua terra natal e, finalmente, realizou-se um sonho. A artista, durante e no final da actuação, mostrou-se feliz por partilhar este momento que considerou especial.

A actuação da cantora considerada como uma das grandes vozes brasileiras, encantou o público que marcou presença numa noite de música inserida nas comemorações do dia da cidade do Mindelo, que completou 138 anos desde que foi elevada a cidade. A noite de música contou ainda com vozes nacionais, Edson Duarte e Cármen Silva.

“Acho que foi o início de uma amizade entre ela e o público. A empatia instalou-se completamente”, diz Maria Gadú, que acredita que esta foi uma porta que se abriu para futuros compromissos, já que espera voltar outras vezes e sentir a empatia contagiante com que foi brindada durante quase duas horas de show.

Por seu lado, a cantora Mayra Andrade que dividiu o palco com a artista, mostrou-se orgulhosa como a artista brasileira foi recebida, isto porque acredita que esta deu o seu melhor para uma boa noite de música. “O carinho e a participação do público durante o show foi delirante”, diz Mayra Andrade, que está no Mindelo pela terceira vez, depois de 10 anos sem actuar em São Vicente. É que a artista esteve cá em Dezembro passado e em Fevereiro deste ano.

Esta foi uma entre muitas actividades que a Câmara Municipal de São Vicente realizou em honra à cidade do Mindelo que foi elevada a cidade a 14 de Abril de 1879, após ter sido colonizada em 1795 pelos portugueses.

Segundo dados oficiais da História de Cabo Verde, em 1859, Mindelo foi elevado a vila, pois já possuía “quatro ruas, quatro travessas, dois largos e 170 habitações” para uso dos cerca de 1.400 habitantes, que viriam a prosperar com a instalação de várias companhias inglesas de carvão, sendo considerado em 1875 o maior porto carvoeiro do Atlântico médio.

Quatro anos mais tarde, em 1879, Mindelo seria elevado à categoria de cidade, com os seus 3.300 habitantes a poderem usufruir já de 27 ruas, uma praça – a conhecida D. Luís – cinco largos, 11 travessas, um beco e dois pátios, quase todos calcetados, arborizados e iluminados por um total de 120 candeeiros a petróleo, segundo os dados da época.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.