Jovem condenado a quatro meses de prisão por agressão a um agente da polícia

13/04/2017 08:02 - Modificado em 13/04/2017 08:02
| Comentários fechados em Jovem condenado a quatro meses de prisão por agressão a um agente da polícia

Quatro meses de condenação por ofensa física agravada contra agente da polícia e vai cumprir a pena em regime fechado na Cadeia da Ribeirinha.

O jovem foi julgado pela agressão contra um polícia. O julgamento foi realizado no Tribunal da Comarca de São Vicente, no juiz do Primeiro Juízo Crime.

O arguido não ficou satisfeito com a pena, alegando que irá interpor recurso contra a sentença, já que os depoimentos dos agentes que testemunharam contra ele não correspondem à realidade e, sendo assim, sente-se injustiçado pelo Tribunal.

Sem antecedentes criminais, Ravidson vê-se agora, caso o recurso não for aprovado, a cumprir quatro meses de prisão. Diz-se indignado com esta situação, já que não foi ele quem começou a situação, apesar de admitir que agrediu um polícia durante o serviço, mas em legítima defesa, já que o agente o agrediu com o bastão no pescoço tendo acabado por cair no chão.

Só se revidou porque sentiu que a sua integridade física estava em causa. Alega ainda que só deu o soco ao agente porque este se preparava para o agredir outra vez. Admite que não foi a melhor forma de resolver a situação mas, no momento, só pensou em se defender, já que a atitude do agente deveria ser dar-lhe voz de prisão em vez de o agredir com o bastão para mostrar a sua autoridade.

Por seu lado, o referido agente diz que tudo começou quando viu o arguido e um segurança que trabalha no Cais de Cabotagem numa discussão, onde este estava a alertar o jovem que não deveria estar na entrada dos carros e, após ver a discussão subir de tom, interveio.

Nisto, o jovem, em vez de reconhecer a sua autoridade como agente, desafiou-o e, dando mostras de agressão, para evitar de ser agredido deu-lhe uma “bastonada”, acabando, no entanto, por ser agredido com um soco no queixo que o derrubou.

No entender do Tribunal, a atitude do arguido foi grave e é punível com pena de prisão efectiva.

Este tem 10 dias a contar da sentença para interpor recurso.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.