Visita do Presidente de República a São Vicente: “O passado só vale a pena se for virado para o futuro”

12/04/2017 07:58 - Modificado em 12/04/2017 07:58

Dando seguimento à sua visita às ilhas de Cabo Verde, o Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, foi recebido pelo Presidente da Câmara Municipal de São Vicente numa sessão de boas-vindas. Oportunidade que os dois presidentes tiveram de falar sobre a relação entre Portugal e Cabo Verde, particularmente de São Vicente. Palavras elogiosas da relação dos dois países estiveram presentes nos discursos dos dois líderes, fundamentando na história partilhada e nos desafios que se impõe actualmente na perspectiva de criar um futuro sustentável.

“É nossa determinação reforçar as excelentes relações de amizade e solidariedade entre os dois povos”, afirmou Augusto Neves que declarou ter sido uma honra ter recebido o Presidente de Portugal em São Vicente. Neves sublinhou os desafios do Mindelo em ser uma cidade ordenada onde os equilíbrios sejam estabelecidos. E, para alcançar este fim, realçou a valorização da cultura e do património: “Conhecimento e cultura são factores decisivos nos próximos anos para um desenvolvimento sustentável com oportunidades e justiça social”.

Augusto Neves sublinha o empenho de Rebelo de Sousa nas políticas sociais que “abre esperança para uma cooperação no combate à pobreza e à desigualdade social”. A atenção deve ser voltada para os desfavorecidos e para a criação de novos postos de trabalho.

Marcelo Rebelo de Sousa

O acolhimento que o Presidente da República teve foi “caloroso”, facto confirmado pelo próprio durante a sua intervenção. “Acolhimento caloroso que não é uma novidade mas uma confirmação que toca no fundo do coração”.

A ligação entre Portugal e Cabo Verde esteve presente nas palavras do Presidente de Portugal, sublinhando que são os dois povos no mundo que, para além da mesma língua, partilham dois itens em comum: “a morabeza e a saudade”. E a relação é o resultado de anos de convivência.

Mindelo tem, tradicionalmente, uma relação de geminação com municípios portugueses. Para Rebelo de Sousa, as marcas de Portugal em São Vicente como o Consulado Português e o Centro Cultural Português continuam a ajudar nesta relação de amizade entre os dois povos, sendo uma das vocações do Mindelo ser uma cidade cosmopolita de encontro de nações.

“O passado só vale a pena se for virado para o futuro. Viemos celebrar o passado com pés assentes na terra enfrentando o presente, preparando o futuro”.

No fim, Rebelo de Sousa recebeu as chaves da cidade pela mão do Edil do Mindelo, Augusto Neves.

  1. Exmo sr. PR

    Que o sr Augusto Neves não convide os lideres da oposição em s.v para a dita cerimonia, ate se entende pois quem o conhece sabe do défice democrata a que ele sofre, Agora dizer por ai que os convites partiram da Presidência da Republica….Fica-lhe muito mal.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.