Margareth Lima: “Sou modelo não porque quis, mas porque aconteceu naturalmente!”

3/04/2017 08:00 - Modificado em 3/04/2017 08:00
| Comentários fechados em Margareth Lima: “Sou modelo não porque quis, mas porque aconteceu naturalmente!”

Margareth Gonçalves Lima, 29 anos de idade, cabo-verdiana, natural da ilha de São Vicente, residente na Bolívia Cochabamba, licenciada em Comunicação e Jornalismo é modelo e professora de dança.

 

Margareth Lima diz que se tornou numa modelo por possuir as características que lhe permitem exercer essa profissão.

“Sou modelo não porque quis, mas porque foi algo que aconteceu naturalmente e pelo facto de ter nascido com as características físicas, alta e magra. E também por muitos conhecidos me terem incentivado a entrar no mundo das passarelas”, afirma.

Para além de ser modelo, Margareth Lima é estagiária no Departamento Comercial da Escola Europeia de Negócios, professora de Kizomba e, ao fim-de-semana, escreve no portal “Jovem Tudo Cabo Verde”.

Margareth Lima já participou em vários eventos, nomeadamente: fotos, videoclips, desfiles, actuação, revistas, televisão, feiras e realça que “a maior experiência que teve até agora foi “Bolívia Fashion Week 2016”, onde teve o privilégio de “competir na passarela com modelos internacionais e luzir criações da reconhecida desenhadora Agatha Ruiz de la Prada”.

Por outro lado, Margareth Lima afirma que trabalhar como modelo “é um mundo incrível onde tens de jogar com a cabeça para poderes enriquecer como pessoa com as experiências maravilhosas que vives”.

Com várias conquistas e realizações, Margareth Lima diz que ainda não está 100 por cento realizada e nunca estará. “Ainda não e acho que nunca estarei a 100% porque na vida temos de nos superar constantemente”, disse.

Após ter conquistado as passarelas da Bolívia, Lima sonha regressar ao seu país, Cabo Verde e apresentar o Telejornal.

“A nível profissional, quero ter o privilégio de algum dia apresentar o Telejornal do meu país e dizer: Bom dia, boa tarde ou boa noite Cabo Verde! Esta é a minha maior aspiração do momento”, considera.

De acordo com Margareth Lima, a sua carreira como modelo está no fim, mas não pensa em se desvincular desse mundo.

“Como modelo, considero que já estou na etapa final, porém, não quero desvincular-me desse mundo e, penso em arquitectar projectos que me mantenham nos bastidores desse meio”, frisa Lima.

Em relação ao seu regresso para a sua Terra Natal, Margareth Lima diz que “Estou com planos de voltar definitivamente para Cabo Verde ainda este ano, porque as saudades são muitas e poder exercer a minha profissão de jornalista”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.