Tarrafal de São Nicolau: Condutores acusam Comandante da Policia de fazer concorrência com viatura do Estado

31/03/2017 08:05 - Modificado em 31/03/2017 08:05
| Comentários fechados em Tarrafal de São Nicolau: Condutores acusam Comandante da Policia de fazer concorrência com viatura do Estado

Condutores de aluguer do concelho de Tarrafal, ilha de São Nicolau,  denunciam o que consideram concorrência “desleal” da Policia Nacional, no caso de transporte de pessoas.

De acordo com uma denúncia recebida por este online, por parte de  alguns condutores deste município, a situação é recorrente. Dizem que quando existe algum evento fora do concelho, o comandante da esquadra do concelho, “enche” o carro de pessoas e, apesar de não cobrar, o que faz é ilegal.

A denúncia é dirigida ao Comandante da esquadra da Policia Nacional no município de Tarrafal, José Carlos Tavares acusado de utilizar carros da polícia para transporte de pessoas, em vez de funcionar apenas como um instrumento da polícia nacional.

“Acontece a mesma coisa, durante o fim-de-semana o comandante utiliza os carros do Estado para ir buscar pessoas fora do concelho, durante algum evento longe da localidade”, acusa condutor que prefere manter o anonimato. “Mas o mais absurdo é que, ele enche o carro e fica superlotado e no caminho encontra polícias em operações de stop que fazem com que os outros carros parem e diminuem o número de pessoas, mas o comandante simplesmente ignora as regras”, crítica a nossa fonte, que cansada com esta situação procurou o Noticias do Norte.

“Essas pessoas que usufruem das boleias nos carros do Estado não são culpados, porque se vêm uma oportunidade de regressar a casa sem pagar, porque não aproveitá-lo, mas não no carro de polícia”, reconhece outro condutor, que trabalha neste mercado há mais de oitos. “Está ali para prestar serviço e, por isso deve ser mais profissional”, atira.

O cenário tem sido particularmente tenso nas operações de stop. Isto conforme os condutores, os agentes de trânsito não tomam nenhuma medida contra o comandante com medo de represálias, mas os motoristas de Hiace e carrinhas continuam a reclamar. E com razão. Afinal são eles que detêm a licença para operar neste mercado, enquanto o papel do comandante de esquadra consiste em desempenhar funções que lhe são atribuídas dentro da hierarquia policial e, não “andar” a oferecer boleias.

“Acho que já é tempo de passarmos a moralizar a coisa pública. Não se pode usar e abusar de tudo aquilo que é do Estado “a torto e a direito”, por consideram que não é nem de longe correto. “Bens públicos não podem em hipóteses alguma servir ao interesse particular ou privado de quem quer que seja”, conclui.

Contactado por telefone, não foi possível falar com o comandante da esquadra de Tarrafal de São Nicolau. E prometemos a reação do comandante num próximo artigo, caso consigamos .

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.