Zé Rui de Pina: Menção Honrosa – Artista solidário

28/03/2017 08:25 - Modificado em 28/03/2017 08:25
| Comentários fechados em Zé Rui de Pina: Menção Honrosa – Artista solidário

O músico e compositor Zé Rui de Pina é o artista seleccionado para receber a Menção Honrosa na categoria Artista Solidário dos CVMA by Unitel T+ 2017.

Em comunicado de imprensa, a organização do evento faz saber que a atribuição desta Menção Honrosa ao artista Zé Rui de Pina tem em conta todo o trabalho que o mesmo desenvolveu junto das camadas mais desfavorecidas, através da promoção de eventos solidários, angariação e doação de bens, apoio a crianças e idosos e a famílias no limiar da pobreza.

Assegura a organização que as suas acções através da ONG de que é Presidente, a Associação “Nos di Tchada i Amigos”, têm impacte directo na melhoria de vida de centenas de famílias em várias comunidades, escolas, centros de saúde, etc.

Esta categoria destaca os artistas / músicos / compositores que se evidenciam pelo seu trabalho em prol de causas nobres e que contribuem para o desenvolvimento social, comunitário e para a igualdade, refere a mesma fonte.

Zé Rui de Pina

Zé Rui de Pina nasceu em 1968 no seio de uma família muito musical ou não fosse sobrinho do conhecido músico Djonsinho Alves. E foi pelas mãos de Nho Djonsinho que entrou no mundo da música ainda criança.

Aos 10 anos aprendeu a tocar cavaquinho e passou a integrar uma banda local “Sodadi”.

Mais tarde, através do seu primo e também músico Kim Alves, começou a tocar violão e fundou o grupo “Bem Be Djaz”.

Com 16 anos, emigrou para os Estados Unidos onde entrou imediatamente para o conjunto “Arpa Sound” como baixista.

Foi nessa altura que começa também a compor os seus próprios temas e a assumir-se como um jovem compositor.

Nos Estados Unidos, fez parte de várias bandas até formar a sua “Netinhos di Vovó” que se tornou numa das mais solicitadas da comunidade cabo-verdiana em New England.

Segue-se uma carreira de sucesso como instrumentista, acompanhando grandes nomes da música cabo-verdiana como Bana, Tito Paris, Paulino Vieira, Maria de Barros, entre outros. E a solo lançou 3 álbuns.

É Presidente da Associação “Nos di Tchada i Amigos”, uma organização sediada nos Estados Unidos e que se dedica à solidariedade e beneficência das comunidades mais carenciadas de Cabo Verde.

Menções Honrosas

A organização e o júri criaram a figura das Menções Honrosas nos CVMA by Unitel T+. Trata-se de categorias que destacam determinadas personalidades da música nacional cujo percurso seja merecedor de uma distinção.

Estas menções são atribuídas durante a cerimónia oficial a 06 de Maio.

As menções honrosas serão anunciadas esta semana, uma por dia, em diversas categorias:

01-​Animador CS

02-​ DJ

03-​ Compositor

04-​ Artista solidário

05-​ Músicas da nossa vida

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.