Moradores de Achada Grande Trás recebem palestra sobre HIV e tuberculose

24/03/2017 08:31 - Modificado em 24/03/2017 08:31
| Comentários fechados em Moradores de Achada Grande Trás recebem palestra sobre HIV e tuberculose

A Direcção de Acção Social Género e Educação Pré-escolar da Câmara Municipal da Praia promoveu na zona de Achada Grande Trás uma palestra alertando pelos problemas do HIV e da Tuberculose. O objectivo, segundo a coordenadora do projecto, é dar a conhecer o programa no âmbito do HIV e Tuberculose e sensibilizar os munícipes para a prevenção.

Preocupada com as consequências do HIV e da Tuberculose, a Câmara Municipal da Praia promoveu, esta quinta feira, 23, uma palestra direccionada aos moradores de Achada Grande Trás.

“Tuberculose e as suas consequências” foi o tema exposto no âmbito do Dia Mundial da Tuberculose que se assinalou a 24 de Março. A iniciativa tem como propósito dar a conhecer os projectos da Câmara e alertar os munícipes para a prevenção das doenças.

Consultas e acompanhamento psicossocial, são alguns dos serviços disponibilizados pela Câmara Municipal aos munícipes. Margarida Rocha, Coordenadora da Direcção de Acção Social Género e Educação Pré-escolar da Câmara Municipal, acredita que a saúde não é da competência da Câmara Municipal e sim do Ministério da Saúde, mas a Câmara intervém lá onde é possível quando os munícipes solicitam o serviço.

O projecto deverá abranger outros bairros da cidade da Praia em parceria com o Ministério da Saúde, Centros de Saúde e o Programa Nacional da Luta Contra a Tuberculose.

Jorge Barreto, Coordenador do Programa Nacional da Luta Contra Doenças de Transmissão Sexual, Tuberculose e Lepra, acredita ser necessário unir esforços para poder acabar com a Tuberculose no prazo de vinte anos e deixará de ser um problema de saúde pública e deixaremos de ter mortes por tuberculose e as famílias deixarão de estar afectadas pela doença. Sensibilizar outros sectores, sobretudo a população, é um dos objectivos para levar o projecto avante.

Uma das participantes da palestra, Larissa Gonçalves acredita que trabalhar a prevenção é o melhor remédio. “Com a palestra consegui melhores informações, fiquei mais ciente do problema, pois muitas vezes ignoramos certas regras e acabamos por contrair doenças”.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.