Greve nacional da Policia: estão assegurados os serviços mínimos em São Vicente

23/03/2017 08:01 - Modificado em 23/03/2017 08:01

Pela primeira vez, os agentes da Policia Nacional podem entrar em greve nacional, seguida de uma manifestação, nos dias 30, 31 Março e 01 de Abril. O anúncio foi feito esta segunda-feira, pelo presidente do Sindicato Nacional da Polícia (SINAPOL), José Barbosa, caso o Governo não resolva as suas reivindicações.

No decurso desta greve, caso venha a acontecer, a vice-presidente do SINAPOL, Elsa Lima e representante da Policia em São Vicente, disse que estarão assegurados os serviços mínimos, nomeadamente nos serviços de fronteiras, nas esquadras, nos pontos mais sensíveis e nos serviços burocráticos. ”Temos que ter cobertura mínima para tentar manter a segurança. Estamos cientes disso e sabemos da nossa responsabilidade”

Em São Vicente, pelo menos sabe-se que os serviços mínimos estão definidos.

De acordo com esta representante sindical, a greve pode ou não avançar, dependendo das decisões tomadas nas reuniões marcadas para os dias 24 e 25 do corrente mês, entre o sindicato e o governo.

E espera que destas reuniões saía algo de positivo, uma boa decisão, “que todos saímos a ganhar”, mas caso isto não aconteça, vão seguir em frente.

Isto porque desde de 2016, segundo a SINAPOL houve um compromisso entre o SINAPOL e o Governo para, até Março deste ano, resolver as questões sobre as progressões, promoções e nivelamento salarial, carga horária excessiva. Há mais de 10 anos que a Polícia Nacional espera por uma grelha salarial, afirma a mesma fonte.

No entanto até hoje nada foi feito e, por isso foi entregue o pré-aviso de greve da PN. No entanto os serviços mínimos estarão garantidos. Conforme Elsa Lima, a classe tem noção das consequências que podem surgir numa situação do tipo e, mas assegura que não são amadores e de tudo farão para que não surjam problemas, que possivelmente terão que resolver. “Não queremos de nenhuma forma causar estragos e, que depois seria a sociedade a pagar, por isso achamos que o governo deve colaborar connosco”, afirma.

Pelo seu lado, o governo, representado pelo Ministro da Administração Interna, em reacção a este anúncio, diz que foi uma surpresa. E que em nenhum momento forma contactados.

O SINAPOL anunciou na segunda-feira, em conferência de imprensa, a marcação de uma greve para os dias 30 e 31 de Março e 1 de Abril.  

  1. O nível salarial de base maior na Polícia Nacional não é o que o Ministro diz. Isso não corresponde à verdade. O maior nível salarial de base na PN é encontrado no salário do Guarda Fiscal. O Ministro mente e a SINAPOL também mente aos caboverdianos e aos efetivos da Polícia quando dizem que o maior nível é o da Polícia da Ordem Pública. Um Guarda fiscal tem como salário base o vencimento que o Governo lhe paga mensalmente e mais 50% porcento do seu seu vencimento base pelo trabalho que presta nas alfândegas do pais. O SINAPOL mente aos policias no geral porque o presidente do SINAPOL é do ramo da Polícia vindo da Guarda fiscal e ele é um beneficiados por esse regime. A Polícia Marítima também tem como salário o vencimento base que lhe é pago pelo Governo e mais 30% do seu vencimento base mensalmente que lhe é pago por estar dentro dos barcos nos portos. O Guarda fiscal fiscal recebe os 50% de vencimento mais o vencimento base de 42000 mil escudos e mais 50% fazendo 63000 mil escudos por mês. O Guarda da Polícia Marítima recebe 49000 mil escudos e mais 30% o que faz 63700 mil escudos e setecentos. A Polícia de Ordem Pública é a única que recebe menos. Recebe 42000 mil escudos de vencimento por mês e mais 15% de gratificação dados pelo estado o que faz 48300 mil escudos e oitocentos. Estes é que são os valores. O Ministro mente e o seu Governo porque não tem dinheiro para resolver o problema e o presidente da SINAPOL mente também aos policias porque ele é parte do problema e não a solução. Como oficial da Guarda recebe por mês mais de 150 contos: vencimento de oficial da GF que ronda 95000 mil escudos mais 50% de prémio por guardar os barcos nos portos e as cargas.

  2. cirilo Cidário

    Caro Artur, não digo que precisas de informação melhor, porque não sei quem te deu essas informações mas, pelo que sei nada do que está escrito no seu comentário corresponde a verdade. Será que estás a tentar enganar a opinião pública?

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.