BCV: “Resolução do banco foi a melhor solução para conseguir salvar os depósitos”

21/03/2017 06:49 - Modificado em 21/03/2017 06:49
| Comentários fechados em BCV: “Resolução do banco foi a melhor solução para conseguir salvar os depósitos”

O Governador do Banco de Cabo Verde (BCV), João Serra, assegura que a instituição está a colaborar com o Ministério Público (MP) sobre o processo de resolução do Novo Banco. Todavia, o Governador acredita que esta medida foi a melhor solução para conseguir salvar os depósitos, mas ressalva que o BCV apenas supervisiona a actividade bancária, cabendo aos accionistas decidir.

O Banco Central Cabo-verdiano anunciou há duas semanas a resolução e a venda à Caixa Económica de Cabo Verde de parte da actividade do Novo Banco e o Governador adianta que o que originou essa medida foi a situação financeira crítica da instituição bancária que não cumpria com os rácios, isto de acordo com a Lusa.

Por outro lado, o Governador esclarece que o BCV apenas supervisiona a actividade bancária, cabendo aos accionistas decidir o que fazer, mas acredita que a resolução do banco foi a melhor solução para conseguir salvar os depósitos. “O banco estava numa situação financeira deveras crítica. Querendo, os accionistas podiam tomar outra decisão, recapitalizando o banco mas, para nós, só a recapitalização do banco não seria suficiente, teria de haver uma alteração do modelo de negócios, uma vez que o modelo adoptado não dava garantias quanto à viabilidade financeira”, frisa João Serra.

O caso do Novo Banco que representará um prejuízo estimado em cerca de 16,3 milhões de euros para os cofres do Estado e deixará cerca de 60 trabalhadores no desemprego, está a ser analisado pelo Ministério Público (MP) e foram solicitadas ao BCV informações que foram enviadas para o MP. “Ainda que não tenha especificado o tipo de informações, enviámos as informações que achamos por bem. Cabe agora ao MP analisar as informações, ver se eventualmente poderá haver indícios criminais e agir em conformidade. Temos todo o interesse que tudo seja esclarecido e o dever institucional de colaborar com as autoridades judiciais e estamos a fazê-lo”, garante João Serra.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.