Voleibol: Treinador da equipa feminina do Solpontense Volley descontente com a Associação Regional de Voleibol

16/03/2017 07:29 - Modificado em 16/03/2017 07:29

O treinador Rui Silva da equipa de Ponta do Sol, mostra-se descontente pelo facto da direcção da sua equipa ter enviado uma reclamação no dia 6 de Março, ao Presidente da Associação Regional de Voleibol e ainda não ter recebido nenhuma resposta. Isto, na sequência da perda do jogo por “cover”, por suposta falta de comparência do Solpontense Volley no jogo com o Gira Volley no Paul.

De acordo com o proferido no documento enviado à associação e que foi disponibilizado a este online, o caso remonta ao dia 04 de Março, quando a equipa do Solpontense se deslocou ao Paul, onde iria defrontar a equipa do Gira Volley. O jogo era para ser realizado às 18 horas, tendo a equipa do Solpontense apresentado-se no recinto 45 minutos após a hora marcada, pelo que foi marcado o “cover” e a equipa do Solpontense assumiu o erro cometido.

Nisto, o treinador da equipa do Solpontense defende que não vê motivos para ser marcado o “cover” nesse jogo e, como diz, “chegámos no recinto do local de jogo mas não havia condições mínimas para iniciar o jogo e nem para marcar o cover, pois segundo relatos da mesa, do presidente da associação e do árbitro presente no recinto, houve três árbitros diferentes que nunca apareceram no recinto”.

Rui Silva aponta que o silêncio por parte da associação até à data tem interferido negativamente no trabalho efectuado pela sua equipa após o ocorrido. A porta está no início da segunda volta que arranca sábado 18, e ainda não houve nenhuma resposta. Quando é assim, o regulamento diz que a segunda volta das competições inicia somente quando não houver casos sem resolução da primeira volta. Caso este que não se verifica até ao momento.

O facto é que o treinador afirma que na última jornada entre o Solpontense e o Puva Volley, a associação não tinha nenhum representante no polivalente David Fortes, ou seja, nem árbitro e nem mesa de jogo, pelo que o jogo iniciou com 1 hora e 45 minutos de atraso. Isto após as duas equipas terem efectuado o aquecimento por duas vezes. O jogo só iniciou quando um elemento da sua equipa concordou em fazer a mesa do jogo. Função esta que é assumida e desempenhada sempre pela associação em todos os jogos. O treinador aponta que jogaram apenas porque o seu objectivo e o das suas atletas é o de jogar sempre e que o “cover” não ajuda em nada.

Rui Silva admite que a Associação Regional de Voleibol está mal organizada, porque não há encontros entre os clubes e a entidade. O que considera ser um problema para a tomada de decisões, e fazer balanços. Argumentando que os associados são os clubes e que também são a parte mais interessada nas decisões tomadas pela entidade. Decisões estas que a seu ver devem ser tomadas atempadamente e com urgência.

  1. João Fortes

    Boa tarde,
    Ao tomar conhecimento da vossa notícia, fiquei estupefacto pela forma como o jornal trabalha no jornalismo em Cabo Verde.
    Também tenho formação na área do jornalismo e sei como se deve editar uma notícia.
    Ouviram apenas um protagonista e nunca ouviram o contraditório.
    Para mim e para a Associação, o jornal Notícias do Norte, deixou de merecer a nossa credibilidade.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.