Centro Comum de Vistos: lugares na fila vendidos por 500 escudos

14/03/2017 08:21 - Modificado em 14/03/2017 08:21

Utentes enfrentam maus bocados no Centro Comum de Vistos na cidade da Praia. São várias as pessoas que se levantam de madrugada na tentativa de se livrarem das longas horas de espera na fila, preferindo enfrentar o frio e a insegurança, tudo para poderem conseguir os primeiros lugares, porem muitas vezes sem sucesso. A nossa reportagem utentes afirmam terem pago quinhentos escudos por um lugar na fila.

O problema na emissão de passaportes e vistos no Centro Comum de Vistos tem gerado muita indignação no seio dos utentes que são obrigados a permanecer longas horas nas filas para conseguirem os seus documentos.

A situação leva a um aglomerado de pessoas á porta do CCV. O problema parece não ter solução, pois arrasta-se há vários anos. Diante da situação ,muito criticada pelas pessoas que procuram estes serviços, muitas decidiram colocar os pés no chão  antes das três da madrugada enfrentando riscos na tentativa de encontrar as primeiras senhas.

A situação é ainda mais complicada para os utentes que vivem fora da cidade da Praia ou nas outras ilhas. Emanuel Mendes reside na localidade de Calheta São Miguel e deslocou se a cidade da Praia para tratar de um visto solicitado pela irmã. O entrevistado disse ao NN que tinha levantado as três da manhã para que pudesse chegara cidade da Praia a tempo de conseguir senhas.

As senhas para o atendimento são entregues as oito horas da manhã, mas ás três horas de madrugada pessoas já se encontram á porta aguardando. Neusa Martinho afirma que muitas pessoas aproveitam da situação para ganharem dinheiro, vendendo os lugares.

Esta situação foi nos confirmada por Arsénio Mendes que avançou ter pago quinhentos para um lugar na fila. Questionado o porque desta opção o mesmo diz estar desesperado, pois tem urgência em conseguir o documento. “Sei que não está certo, mas temos que encontrar alternativas, visto que muitas pessoas entraram em conflito por causa desta situação insustentável”.

Insatisfação, confusão, desordem, é a ambiente caracterizada pelos entrevistados. Incomodados com a situação, estes  criticam o atendimento no Centro Comum de Vistos.

  1. Lurdes lopes

    As pessoas podem evitar todos estes constrangimetnos, fazendo o agendamento on-line

  2. De BETA

    Um apelo a Ministério dos Negócios estrangeiro e ao Sr. Primeiro Ministro, tentam resolver o máximo essa situação, porque já é demais, merecemos um pouco de dignidade e respeito.

  3. De BETA

    Não posso levantar de madrugada ir para cidade da Praia para poder conseguir o visto…
    Injuria, injuria, injuria,

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.