Académica assegura liderança com pressão do Mindelense

13/03/2017 07:54 - Modificado em 13/03/2017 07:54
| Comentários fechados em Académica assegura liderança com pressão do Mindelense

No primeiro jogo da segunda volta, a líder Académica começou onde tinha terminado a primeira volta, ou seja, a vencer. Isto após a vitória sobre a formação do Salamansa por duas bolas a uma, resultado este que permite manter a Micá na liderança do regional já a oito jogos.

A líder Académica entrou em campo frente ao Salamansa sabendo de antemão que só uma vitória é que a colocaria de novo na liderança. Isto, após a vitória no primeiro jogo da jornada do Mindelense frente à formação do Farense por três bolas a uma. Com a pressão do jogo e das dificuldades encontradas, a primeira parte não correu de feição aos comandados de Bubista, pois teve escassas oportunidades de golos.

Na segunda parte, a Micá mudou o chip e, na passagem do minuto 52, o avançado Gil colocou a Micá na frente do marcador com assistência de Balakov, numa grande jogada desenhada pelos homens da Micá. A partida voltou a estremecer e a Micá foi controlando os acontecimentos do jogo. E quando faltavam apenas cinco minutos para o término do jogo, o recém-entrado em campo Valdir, ampliou a vantagem no marcador para a Micá, desta feita com assistência de Tchuk.

Com a vantagem de dois golos no marcador, a Micá baixou as linhas esperando o apito final, mas a verdade é que em cima do minuto 90, o Salamansa reduziu o marcador por intermédio de Djudjim. Até ao apito final, a Académica passou por alguns sobressaltos mas soube gerir a vantagem e assim recuperar a liderança isolada.

Os bicampeões regionais, o Mindelense, e actual segundo classificado, entrou primeiro em campo, frente à formação do Farense equipa que vinha motivada após uma vitória sobre o Derby já na jornada transacta. O Mindelense sabia que uma vitória colocá-lo-ia no topo e colocaria pressão à Micá. Os leões da rua de Praia entraram ferozes no jogo e o protagonista do jogo Day, inaugurou o marcador logo à passagem do minuto 12, aproveitando a assistência perfeita do camisola 11, Larry.

O Mindelense não tirou o pé do acelerador e continuou com a pressão sobre os homens de Fonte Filipe, querendo resolver imediatamente as coisas. Com o dois a zero a chegar bem perto do intervalo de novo por Day. O camisola 21 estava em grande e, desta feita, aproveitou da assistência do lateral direito Vinha para bisar. Na segunda parte, o Farense veio com mais ambição e disponibilidade para lutar por algo no jogo. À passagem do minuto 53, o defesa central Ay, reduziu a vantagem no marcador e colocou o Mindelense sob alerta no jogo.

Até que à entrada para os quinze minutos, apareceu o inevitável camisola 10, Papalélé, o melhor marcador do regional o que tem estado de pé quente nesta época mas, desta feita, foi de cabeça que sentenciou o jogo. O jovem prodígio de 18 anos e que lidera a tabela dos melhores marcadores com cinco golos, já é manchete internacional e parece mesmo que o destino do miúdo passa pela Europa. Com este resultado, o Mindelense não perde de vista a líder Micá.

No domingo, as formações do Batuque e do Derby não seguiram os passos da Micá e do Mindelense e afastaram-se dos objectivos. O Batuque foi o primeiro a entrar em campo frente ao Falcões do Norte, último classificado, a uma distância de oito pontos da liderança. Os homens de Chã de Alecrim levaram a melhor, vencendo por uma bola a zero.

O único golo do jogo foi apontado pelo camisola 8 Tchuky, à passagem do minuto 17 da primeira parte, na conversão de um livre directo, não dando hipóteses ao guarda-redes do Batuque, Fock. O Batuque, ao cair do pano da primeira parte ainda dispôs de uma grande oportunidade para empatar, quando beneficiou de uma grande penalidade, mas Karr, na conversão, atirou ao lado da baliza defendida por Jeovany.  

Com este resultado, o Batuque praticamente diz adeus ao título e a possibilidade de marcar presença no Nacional. Já os comandados de Nhá Cabra com esta vitória aproximam-se dos concorrentes directos na luta pela manutenção.

O Derby também não fez melhor do que o Batuque e cedeu dois pontos à concorrência, após empate a uma bola frente à formação do Ribeira Bote. Os derbianos entraram no jogo praticamente a perder. É que aos sete minutos, Péle, a meias com o lateral esquerdo do Derby, Skyba, adiantou a formação do Ribeira Bote no marcador. O Derby teve missão difícil a partir do golo e o Ribeira Bote teve mais algumas situações claras para marcar no decorrer da primeira parte. A equipa do Derby parecia apática e adivinhava-se o mesmo destino que teve perante o Farense com a derrota por duas boas a uma.

Destino este que não veio a confirmar-se: é que ao cair do pano em cima dos 90 minutos, Duck empatou o jogo na marcação de um livre de forma rápida, apanhando a defesa do Ribeira Bote mal posicionada e, com um pontapé fulminante de fora da área, não deu hipóteses ao guarda-redes Elton. Com este resultado, o Derby afasta-se também da concorrência da frente, enquanto que a equipa da zona libertada, com o ponto alcançado, continua na sua árdua luta pela manutenção.

Classificação após a oitava jornada:

1- Académica 19 pontos; 2- Mindelense 18 pontos; 3- Derby 13 pontos; 4- Batuque 11 pontos; 5- Farense 10 pontos; 6- Salamansa 7 pontos; 7- Ribeira Bote 5 pontos; 8- Falcões do Norte 4 pontos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.