EcoATM, a caixa multibanco que compra telemóveis e leitores MP3

30/09/2012 19:34 - Modificado em 30/09/2012 19:34
| Comentários fechados em EcoATM, a caixa multibanco que compra telemóveis e leitores MP3

Parece uma máquina multibanco, só que em vez de pedir o cartão, troca um telemóvel ou um leitor de MP3 usado por dinheiro. A EcoATM, por enquanto disponível apenas nos Estados Unidos, avalia o equipamento que se pretende vender e entrega o valor no mesmo momento.

 

Mark Bowles, co-fundador da EcoATM, explica à revista Scientifc American que os objectivos da empresa passam por conseguir expandir o número de quiosques para o dobro nos próximos dois meses e no próximo ano conseguir chegar ao milhar – actualmente há150 destes “quiosques electrónicos”, a maioria localizados no estado da Califórnia.

 

Na última semana, a empresa dedicou-se a testes para a introdução da troca de tablets.

O equipamento que o proprietário quer vender deve ser colocado na máquina sem autocolantes, cabos ou acessórios, para que possa ser analisado correctamente.

 

É depois sujeito a uma avaliação – as imagens de alta resolução, tiradas de vários ângulos e com diferente iluminação (para evitar confusões entre modelos), são cruzadas com um banco de dados com cerca de quatro mil dispositivos. Essas fotografias são também usadas para determinar se o dispositivo tem arranhões superficiais ou outros danos que possam diminuir o seu valor.

 

Durante a avaliação, o telemóvel ou MP3 é também sujeito a análises electrónicas através da ligação a um cabo integrado na máquina.

 

Depois de analisadas as características do equipamento, é feita uma oferta. Se o utilizador decidir aceitá-la, a máquina pedir-lhe-á os seus dados pessoais, que serão reconhecidos através da carta de condução e impressão digital.

 

Ao longo do processo existe também a possibilidade de doar parte do dinheiro recuperado com a venda do produto a uma organização de solidariedade associada à EcoATM.

 

 

 

publico.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.