Roselma Évora ” A mulher continua a ter um papel demasiado secundário nas esferas económicas e politicas”

7/03/2017 07:28 - Modificado em 7/03/2017 07:28

A coordenadora do Projecto “Promoção da autonomia económica” do ICIEG, Roselma Évora acredita que apesar dos ganhos “a mulher continua a ter um papel demasiado secundário nas esferas económicas e políticas”.

A mulher cabo-verdiana tem um papel importante na construção do desenvolvimento do país. A mulher tem desempenhado um papel fundamental na construção da nação cabo-verdiana. O seu empoderamento é também um compromisso do Estado de Cabo Verde.

O Instituto Cabo-verdiano para Igualdade e Equidade do Género-CIEG, bem como toda sociedade civil, tem desempenhado papéis na promoção da mulher, quer a nível da defesa dos seus direitos, como na consciencialização das mesmas para com os seus deveres e para uma maior e melhor participação social e política.

Embora destaca os excelentes, Roselma Évora coordenadora do Projecto “Promoção da autonomia económica” do ICIEG, acredita que apesar dos ganhos “a mulher continua a ter um papel demasiado secundário nas esferas económicas e políticas”.

Para Roselma é necessário mudar os preconceitos e trabalhar questões da educação, cultural, uma vez que fomos ensinados que quem manda e tem força é o homem. A mesma acredita que a luta deve começar pela mulher, com um trabalho dentro da comunidade, pois sem que trabalhar a sociedade, Cabo Verde vai ficando para trás.

  1. João Pereira

    As mulheres segundo a lei têm o mesmo direito que o homem. Pelo que estou vendo, daqui a uns 2…3 anos serão os homens a correr para conseguir o mesmo estatuto das mulheres

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.