Casal de idosos encontrado morto: não houve entrada forçada na casa nem roubo de bens

6/03/2017 06:57 - Modificado em 6/03/2017 06:57

Este online apurou que não houve arrombamento na casa no Maderalzinho onde um casal de idosos foi encontrado morto, na sexta-feira passada. Também apuramos junto de familiares que não houve roubo de bens, nomeadamente: “uma quantia apreciável” de ouro, TV, aparelhagem de som, electrodomésticos e dois mil escudos em dinheiro. Não conseguimos apurar se na casa havia outros bens ou se faltam outros.

Certamente que a PJ vai analisar estes dois factos, mas o certo é que não existem indícios que mostram que houve uma entrada forçada e se juntarmos a isso o facto de bens como ouro ou electrodomésticos não terem  sido levados , no mínimo abre uma linha de investigação diferente do que chegou a conhecimento público  e se tem como certo a nível da opinião publica: homicídio seguido de roubo. Cabe a policia científica esclarecer, na certeza que o facto comprovado que não houve entrada forçada na residência abre outras hipóteses de entrada dentro da casa , como : um conhecido, chave falsa, o senhor pode ter esquecido a porta aberta, pois segundo os vizinhos, todos os dias ele   comprava bolachas para alimentar cães vadios  junto da sua casa. O que não fica esclarecido é móbil roubo.     

O que aconteceu dentro da casa? 

Tudo indica que nem a PJ , nem os familiares já têm a resposta para esta pergunta . O que sabemos, na versão de um familiar,  é que os corpos foram encontrados na sexta-feira e tudo indica que estariam mortos desde terça-feira . E aqui começam as suposições que vão marcar este caso . Porque não foi feita autópsia aos corpos devido ao estado de decomposição em que se encontravam . Por isso,  não foi possível determinar a hora exacta da morte e muito menos a causa das mortes. Sabe- se o que foi visto quando as autoridades acompanhados de um familiar entraram na residência do casal: o corpo da senhora estava  na sala   e do homem na casa de banho  e devido ao elevado estado de decomposição não foi possível ver sinais de violência nos corpos . E sem a autópsia não se sabe qual foi  causa da morte.

Como é habitual nesta fase da investigação  a PJ não presta declarações, mas sabemos que está investigar outros cenários sobre a morte do casal e não apenas o que a opinião pública tem com certo: homicídio seguido de roubo. 

  1. persiguido

    Hoje em dia não é preciso abrir a porta e nem roubar para tirar a vida de uma pessoa como diz os badios há muita forma de matar a (pulga) no meu caso moro aí ao lado do Ministério da Justiça onde é o caminho principal dos Agentes Policiais a ida e vinda da casa do Presidente e ali mesmo mora um Agente da policia, ha homens armado em cima do meu prédio dentro do Ministério da Justiça e no caminho de Ministério de Justiça a minha espera Ano sai Ano entra porcausa da Mentira Pública e Falsos Testemunho e ali mesmo ja armaram um andame com fingimento e parece catrapilha a rodar dia e noite neste prédio, depois o Presidente diz Eu Sou de Povo e Estou junto com Povo, Carrissimos vejam milhões de tentavas sem efeito e porque é somente Falsos Testemunho Quem não deve não teme e procuram tirar vossos cavalinos da chuva porque eu Quem Vive para mim é o Proprio Cristo o Redentor do Mundo Homens Caboverdeanos e os Estrangeiros os que os que estão por trás de tudo isto deixam de ser ignorante e de pensamentos curtos caluniadores e analfabetos, o que tenho para vos dizer a Justiça Divina até Pode Demorar mas não Fallha e as recompensas são Grandiosas aos olhos de Deus e do Mundo.

  2. Figueiral

    Para a Família enlutada os meus sentidos pêsames e coragem para suportar esta perda e infelizmente ocorrida de um modo tão trágico e violento.
    Agora aqui fica uma dica para a Polícia. Anos atrás aconteceu um caso semelhante no Madeiralzinho e o autor do crime era pessoa de ligação estrita com a vítima. Roubo seguido de asfixia.
    Portanto na sua investigação a Polícia Judiciária deveria também levar em conta que todas as hipóteses estão abertas e que o crime também pode ter sido perpetuado por pessoa ou pessoas que tinham ligação com o desditado casal e que poderão ter abusado da hospitalidade, confiança e amizade das vítimas.
    De qualquer forma como morador do Madeiralzinho espero que a Polícia tenha o mais rápido possível sucesso na descoberta do criminoso/criminosos pois enquanto tal não acontecer sinto-me insegura na própria casa.
    Aqui fica também um apelo para os vizinhos das vítimas. Espero que caso tiverem qualquer suspeita, Madeiralzinho é pequeno, tenham a coragem mesmo anonimamente de denunciar e colaborar com a Policia, telefonando para o número 132 e gratuitamente pois a sua colaboração é de extrema importância para a captura do criminoso.criminosos.

  3. JOAO

    UMA HIPÓTESE: Pode ser suicídio após homicídio. O Homem pode ter suicidado após ter assassinada a esposa, ou vice versa.

  4. Mario Silva

    Esta escrito: “Não conseguimos apurar se na casa havia outros bens ou se faltam outros.”
    Mas deveria estar: “Não conseguimos apurar se na casa havia outros bens ou se faltam alguns”. o Bom português assim determina!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.