PN: ” Hélder foi surpreendido a roubar dentro da residência de um agente”

2/03/2017 08:20 - Modificado em 2/03/2017 08:20

A Polícia Nacional convocou a imprensa na manhã desta quarta-feira, 01, para esclarecer o caso do jovem Hélder de 20 anos, morto vítima de suposta agressão policial, segundo a versão dos familiares. Renato Fernandes, Comandante Regional da Polícia Nacional na Praia, assegura que Hélder Delgado foi surpreendido a roubar dentro da residência de um agente e que este terá agido em legítima defesa. Para além disso, garante que a certidão de óbito acusa morte por choque hipoglicémico.

Renato Fernandes, Comandante Regional da Polícia Nacional na Praia ,defende que Hélder Fernandes Borges Delgado foi encontrado dentro da residência do agente da Polícia Nacional tentando roubar uma máquina de lavar. Uma vez surpreendido pelo dono da residência, o mesmo defendeu-se de uma  agressão do jovem que trazia uma arma branca consigo.

De acordo com a Polícia, o Helder terá sido agredido com uma paulada na cabeça e que, após a detenção foi conduzido para a Esquadra de Achada Santo António. Na manhã do dia seguinte, por volta das nove horas, o jovem sentiu-se indisposto tendo sido conduzido ao Hospital Agostinho Neto.

Resta saber onde o jovem terá morrido porque, segundo informações, Hélder terá dado entrada na unidade hospitalar já sem vida. No entanto, a PN assegura que a certidão de óbito acusa morte por choque hipoglicémico e afirma que o jovem tem várias passagens pela polícia por roubo e furto em residências.

Entretanto, os familiares apresentam uma versão contrária acusando o agente de ter açoitado a vítima até à morte e afirmam que tudo terá acontecido após um jogo de futebol na zona de Calabaceira, quando o jovem resolveu ir beber água na residência do agente policial conhecido por “Manu”.

Celina Tavares dos Santos, irmã do jovem disse à RCV que o irmão foi brutalmente agredido pelo agente e mostra-se incrédula com a versão da Polícia Nacional. Ivanilda Tavares Correia e Silva, outra irmã, diz ter tido acesso à autópsia que comprova que todos os órgãos foram destruídos devido a fortes pauladas e assegura que o mesmo terá morrido ainda na esquadra, ”porque o acontecimento foi no domingo e foi conduzido ao hospital na manhã de segunda-feira e que o médico lhe terá confirmado que o corpo estava morto havia muito tempo”.

Tendo em conta as versões contrastantes, a Polícia Nacional intentou um processo para apurar a veracidade dos factos. Contudo, o agente em causa encontra-se suspenso.

  1. antonio

    Uke é choque hipoglicemico? so troça es ta mata rapaz nem desculpa ess sabi inventa….

  2. Antonio santos

    uke é choque hipoglicemica? so troça es ta mata rapaz nem deculpa es sabe da… possivelmente pode ser sim choque hipovolemico por causa do sangramente provocado com quel pau qui rapaz foi atingido nhos policia é cambado di banditos…bandidos di farda

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.