Bebidas alcoólicas no carnaval: nem a proibição da sua venda minimizou o consumo exagerado

1/03/2017 07:35 - Modificado em 1/03/2017 07:35
| Comentários fechados em Bebidas alcoólicas no carnaval: nem a proibição da sua venda minimizou o consumo exagerado

As comemorações da festa do Rei Momo atraem milhares de pessoas a cidade do Mindelo para as comemorações. Facto este que levou a autarquia do Mindelo a proibir a venda de bebidas alcoólicas em lanchonetes, barracas e “balaios”, numa tentativa de cumprir com lei  aprovada pela Assembleia Municipal que proíbe a venda de bebidas alcoólicas em determinados lugares.

Numa ronda feita pelo NN, nos locais de venda principalmente nos “balaios” á venda de bebidas alcoólicas acontecia mesmo que disfarçadamente, nalguns pontos mais discretos .

Durante a nossa  ronda  constatámos o elevado uso de bebidas alcoólicas principalmente nos mais novos, alias algo que tem vindo a acontecer cada vez mais. Muitos jovens em estado de embriaguez  e ninguém disfarça , pelo contrário vão a procura do próximo trago.   E brigas que acabam por surgir entram na conta do tal trago a mais ou na sua procura.

A autarquia Mindelense fez o que lhe competia para tentar moderar a  venda ilegal de bebidas alcoólicas e com isso fazer baixar o consumo. Valeu a intenção , mas o certo o álcool circulou livremente de balaio em balaio , copo a copo , trago a trago  .  

Abordado pelo NN João dos Santos um dos presentes a assistir os desfiles diz que “O presidente da Câmara Municipal fez bem em proibir a venda de bebidas alcoólicas, mas nós sabemos que se vende da mesma forma, mesmo que não de uma forma muito visível em alguns lugares. Acho que para este problema social tem que haver um trabalho de fundo a ser feito,, porque  fico triste por ver tantos jovens em situações de embriaguez.”

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.