“se o consumidor não comprar o predador não destrói ”

27/09/2012 00:07 - Modificado em 27/09/2012 00:07
| Comentários fechados em “se o consumidor não comprar o predador não destrói ”

A ADECO lançou em parceria com o INDP e Direcção Geral das Pescas (DGP) um microprojecto que visa contribuir para a redução da captura de espécies marinhas ameaçadas de extinção e a exploração excessiva ou inadequada e de outras espécies. Com o nome de “um país inteligente protege o seu povo protegendo o seu ambiente”, o microprojecto é voltado inteiramente para os consumidores e não para as autoridades.

 

Para o presidente da ADECO, António Pedro Silva, “se os consumidores estiverem conscientes terão mais força em implementar medidas de conservação da natureza do que as autoridades ”. E acrescenta que “se o consumidor não comprar ,o pescador ou predador não vai destruir”.

Para o presidente do INDP, Óscar Melício, os consumidores têm “um papel determinante em tudo o que é gestão adequando os recursos das pescas”, sendo necessário então uma maior consciencialização da gestão e uma exploração responsável dos recursos de pesca.

Para director-geral das Pescas, Juvino Vieira, é uma abordagem positiva para que o consumidor tenha “plena consciência e esteja ciente e informado e sensibilizado” tanto em relação as espécies protegidas e das medidas de gestão em curso visando melhor uma gestão. E esta abordagem focando no consumidor pode ser o sucesso desta iniciativa

 

Voltado para as crianças e jovens, este microprojecto pretende desenvolver uma atitude de recursar a compra e o consumo de espécies em vias de extinção e de espécies capturadas antes de atingirem os tamanhos aceites. E pretende desenvolver isto através de campanhas de sensibilização e também de palestras em escolas. Também influenciar o mercado local e os restaurantes a não comprarem espécies que não satisfaçam as condições específicas, como tamanho e período de captura.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.