Inspectores de pesca prontos para trabalhar

27/09/2012 00:09 - Modificado em 27/09/2012 00:09
| Comentários fechados em Inspectores de pesca prontos para trabalhar

No lançamento do projecto “Um país inteligente protege o seu povo protegendo o seu ambiente” onde a preservação e gestão dos recursos marinhos passa pelos consumidores. O director geral das pescas, Juvino Vieira, abordou o que a DGP tem realizado a nível da fiscalização pesqueira, competência da DGP.

 

Reconhecendo a existência de práticas ilegais nas águas de Cabo Verde como a captura de espécies em vias de extinção e também juvenis, espécies que ainda não atingiram o tamanho mínimo. Com isso Juvino Vieira garante que a DGP tem feito um esforço para combater estas práticas ilegais.

E mostra-se convicto no sucesso do combate a “pesca ilegal, não declarada e não regulamentada”, garantindo uma exploração responsável dos recursos marinhos.

O sucesso deste combate para o director-geral tem como base as acções desenvolvidas pela DGP. Para isso informa que a DGP formou 27 inspectores de pesca, criando um corpo de fiscalizadores de pesca que já começou a trabalhar. Neste momento encontram-se na Praia “na lógica de socialização de um plano nacional de fiscalização da pesca”, e em Outubro vão ser distribuídos pelas outras ilhas. E esses especialistas na fiscalização das artes de pescas vão assim trabalhar junto com o Instituo Marítimo e Portuário (IMP), polícia marítima e guarda costeira “numa perspectiva de aproveitamento das sinergias e numa actuaçãosistémica”.

Esse investimento ronda a volta dos 42 mil contos, para além da formação foi investido na aquisição de equipamentos electrónicos, equipamentos de segurança, “que vão permitir fazer o seguimento via satélite das embarcações de pesca”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.