Actuação da polícia nos desfiles dos Mandingas: ordem pública ou abuso de autoridade?

14/02/2017 08:07 - Modificado em 14/02/2017 08:07

De tanto falar sobre a saída dos Mandingas de Ribeira Bote e escrever artigos de forma superficial, aconteceu acompanhar o grupo durante todo o trajecto, apenas como observador imparcial e abordar um tema que mexe com muitas pessoas: a actuação da polícia durante a manifestação.

Saem todos os domingos pelas ruas da cidade e arrastam consigo milhares de pessoas e, por onde passam, deixam sempre uma impressão diferente, já que não se pode agradar a todos. É como a actuação dos agentes da autoridade que acompanham o “bloco”, para garantir a segurança e ordem necessárias para que o evento continue de forma civilizada, apesar de algumas confusões que surgem durante esta manifestação.

Apesar dos diversos grupos que saem aos fins-de-semana para animarem as ruas da cidade, os domingos de Janeiro e Fevereiro até à véspera do Carnaval já não são os mesmos sem os Mandingas e os seus desfiles, uma vez que já se tornou numa manifestação cultural de larga escala. Basta ver a multidão que acompanha o grupo de Mandingas de Ribeira Bote, aquele que mais fãs, curiosos e adeptos arrasta ao domingo.

Mas não é só diversão que acontece neste aglomerado de pessoas, pois muitas confusões surgem de forma repentina e, muitas vezes, tal como iniciam também terminam e a Polícia está lá para garantir a ordem pública.

Apesar disso, fica muitas vezes a questão: segurança ou abuso de autoridade? Ao que parece, muitos “delinquentes” bastante conhecidos pela polícia, estão muitas vezes nos desfiles e isso nem sempre acaba por ser bom para eles. As autoridades, por acharem que só porque têm passagem pela polícia (e muitas vezes estão simplesmente a divertirem-se) acabam por agredi-los, por exemplo, na hora de vistoria por parte dos agentes.

O NN acompanhou este fim-de-semana os Mandingas de Ribeira Bote e assistiu in loco a algumas dessas actuações, que se podem dizer bem duvidosas.

“Alguns agentes da polícia abusam claramente da sua autoridade na hora de fazer cumprir o seu dever. Alguns dos exemplos são a forma brutal como abordam alguns jovens, claramente conhecidos pela polícia, para “o pente fino”. Conta um dos envolvidos. O mesmo adianta ainda que são empurrados de forma brutal e agressiva quando estão a colaborar e, muitas vezes, só por responderem a algumas perguntas feitas pela polícia também são vítimas de agressões.

Os foliões que acompanham os Mandingas acusam os polícias de agirem com truculência. Um dos abordados, um jovem de Ribeira Bote, teve o seu tablet apreendido pela polícia só porque esta suspeitava que o dispositivo não lhe pertencia. “Tirei o meu tablet para filmar e dois polícias chegaram e tiraram-me o que é meu”, disse o indivíduo.

Paula Sousa, vendedora que acompanha todos os fins-de-semana o grupo diz que muitas vezes os jovens são agredidos porque os polícias se sentem desacatados. “Estão a dançar e batem nos agentes da BAC, o que é normal, porque é uma multidão que está a divertir-se, e estes vão logo para cima deles de forma agressiva”, diz.

Curiosos que acompanham o grupo, dizem que entendem que às vezes é preciso ser bem duro, mas consideram algumas acções “desnecessárias” e “gratuitas”.

  1. pessoa do bem

    sinceramente NN, a PN faz o seu trabalho de segurança, nao ha abuso de poder nenhum, voces nao imaginam o que valem esse pessoal jovem, nao respeitam ninguem, Serioa bo se calhar o NN sofrer um ataque e dai passarem a ter outra noçao da coisa. Eu ja vi coisas e louças nesses desfiles, mulhres com garrafas de grogue, pontche, vinho com crianças e a mandar nomes feios. Isso nem deverai ser noticia NN, tomem juizo tb

  2. ja vi de tudo

    policia t faze bom traboi durante desfile e ninguem tem que po em causa o trabalho que es te faze durante um desfile de quem tipo la. Que tudo qel deslocaçao de pessoas que ta tem es te estod te po ses propria pessoa em risco pe outras pessoas pode diverti. Agora esse jornal t otcha certo qe es deve ba intrevista delinquentes pe bem po em causa o trabalho d policia. Desde qdo delinquente te otcha q policia t faze bom traboi? E Q BZOT ESQCE Q POLICIA SAO SERES HUMANOS E ES SUJEITO A ERRA EM MOMENTOS MAS DE CERTEZA QUE NOS POLICIA TE FAZE BOM TRABOI PRINCIPALMENTE LI NE SV ONDE Q UM TE VIVE. FORÇA PN. Um mau jornalismo t da nes tipo de texto li.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.