Viviane Fortes: A Rainha de Bateria que só quer sambar e ser feliz

13/02/2017 07:36 - Modificado em 13/02/2017 07:36
| Comentários fechados em Viviane Fortes: A Rainha de Bateria que só quer sambar e ser feliz

Actualmente, um dos grandes destaques do Carnaval mindelense, a Rainha de Bateria tem vindo cada vez mais a assegurar o seu lugar na festa do Rei Momo.

Vencedora do prémio de Rainha de Bateria do Carnaval 2015, primeira edição instaurada do prémio, Viviane Fortes veste uma vez mais o manto da musa da bateria do grupo Flores do Mindelo.Desfila  pelo grupo ha três anos de forma consecutiva como Rainha de Bateria. Em conversa com o NN sobre o seu papel à frente da bateria e as suas expectativas sobre o Carnaval 2017, Viviane Fortes diz que este ano, como tem feito nos anos anteriores, irá continuar a fazer o que mais gosta que é desfilar e fazer um bom trabalho, já que não se vê a fazer outra coisa no Carnaval, senão o de ser Rainha de Bateria. “Gosto de dançar e sou muito activa”.

Sorridente e sempre simpática, Viviane Fortes acredita que um dos requisitos que no ano passado lhe impediu de revalidar o título, uma vez mais de Rainha de Bateria do Carnaval de São Vicente, foi o traje que a mesma assume, não estava de acordo com uma musa.

Questionada sobre o que mais lhe fascina no Carnaval, a musa do Flores do Mindelo, que este ano tem como enredo “Navegantes do mar alto”, diz que para além do brilho da festa e da batucada, o público é o que mais a fascina, isso porque quando entra no sambódromo e começa a sentir o calor do público, os aplausos deixam-na com mais garra e vontade melhorar ainda.

Para o grande dia, Viviane Fortes espera, acima de tudo, divertir-se já que não está tão focada na questão da concorrência e diz que espera que este ano vença quem mereça.

Para ela, a maior virtude de uma Rainha de Bateria é saber sambar, sorrir, ter um corpo bonito, saber comunicar com o público durante todo o trajecto e brilhar no “Sambódromo” do Mindelo.

Em referência à sua fantasia, se já tem mais ou menos ideia de como será, responde que sim e, sem entrar em muitos detalhes, levanta o véu e revela que esta representa um dos moluscos do mar.

Este ano, apesar dos convites recebidos para desfilar por outro grupo da ilha, manteve-se fiel à sua Flores do Mindelo, já que o coração falou mais alto e também o compromisso que mantém com eles. Diz que gosta de representar o grupo apesar das dificuldades que têm vindo a enfrentar de ano para ano e, ultimamente, o grupo tem sido considerado um dos mais fracos na disputa do título de campeão do Carnaval do Mindelo, o mais mediático e concorrido do país.

Notícias do Norte – O que é que o Carnaval representa para si?

O Carnaval significa diversão, glamour, brilho. São muitos sentimentos e não os consigo descrever todos, mas resumindo, amo o Carnaval. E, principalmente, amo ser Rainha de Bateria.  

NN – Representar um grupo é uma grande responsabilidade, como vê isso?

Ela é uma musa, uma deusa, destaque principal e que merece todo o destaque já que em sintonia com a bateria, o coração do grupo, traz algo mais para o Carnaval do Mindelo.

Por isso, considero um erro os grupos mudarem de musa todos os anos. Se teve boa prestação, não deve mudar, à semelhança do Brasil, com Rainhas de Bateria no cargo há mais de uma década. E sempre que tiver oportunidade, vou lutar e desfilar como Rainha de Bateria.

NN – O que tem feito para se preparar para o grande dia?

Começo a ensaiar na segunda-feira, 13. O atraso deve-se a alguns problemas pessoais, mas a partir desta semana estarei de corpo e alma a trabalhar para aprender a música e a coreografia para o dia 28 de Fevereiro.

NN – Qual é o Carnaval que mais marcou a sua vida?

O Carnaval que marcou mais a vida foram todos, mas o de 2014 e de 2015 foram os melhores. 2015, porque arrisquei e consegui o prémio de Rainha de Bateria do Carnaval e 2014 porque foi uma das baterias mais extraordinárias que já vi em São Vicente, liderada pelo mestre Fernando Gomes.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.