Putin pediu desculpa a Erdogan pela morte «acidental» de três soldados turcos na Síria

10/02/2017 08:07 - Modificado em 10/02/2017 08:07
| Comentários fechados em Putin pediu desculpa a Erdogan pela morte «acidental» de três soldados turcos na Síria

O presidente russo Vladimir Putin telefonou esta quinta-feira a Recep Erdogan, presidente da Turquia, para lhe pedir desculpa depois de as forças russas terem atingido mortalmente, «por engano», três soldados no norte da Síria.

Segundo a BBC, os três militares estavam a apoiar rebeldes sírios que tentam reconquistar a cidade síria de al-Bab, na posse do Estado Islâmico – os militares estariam num edifício, próximo da cidade de al-Bab, atingida por um bombardeamento das forças russas, informou o exército da Turquia.

«Os alvos seriam terroristas do Estado Islâmico, mas, por engano, foi bombardeado o local onde se encontravam os militares turcos. Três não sobreviveram e outros 11 ficaram feridos no ataque», pode ler-se no comunicado do executivo de Ancara.

O Kremlin emitiu, entretanto, um comunicado sublinhando que o presidente russo, em conversa telefónica com o homólogo turco transmitiu «condolências devido ao trágico incidente que resultou na morte de vários militares na área de al-Bab».

Os dois líderes acertaram, igualmente, «intensificar os esforços de coordenação» entre os dois países nas «operações que decorrem na Síria contra os militantes do Estado Islâmico e outras organizações extremistas».

As relações entre Rússia e Turquia melhoraram recentemente depois de uma crise diplomática espoletada no final de 2015, quando os turcos abateram um avião russo que sobrevoava território turco próximo da fronteira com a Síria.

 

abola.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.