Mãe pede ajuda para fazer uma ressonância magnética ao filho que não consegue andar

8/02/2017 08:13 - Modificado em 8/02/2017 08:13
| Comentários fechados em Mãe pede ajuda para fazer uma ressonância magnética ao filho que não consegue andar

Kimica David, é uma mãe da zona de Ribeirinha que, preocupada com a situação da saúde do filho de 11 anos, lançou um apelo na rede social Facebook, a pedir ajuda com o objectivo de angariar fundos para que o filho doente consiga fazer uma ressonância “urgente”, que custa cerca de 67 mil escudos, para descobrir as causas da doença que tem impedido que o mesmo caminhe normalmente.

A ressonância magnética é para confirmar que tipo de doença a criança tem. A família fez um peditório para pedir ajuda à população, às empresas, para além de divulgar o caso nas redes sociais. Quem quiser ajudar é só entrar em contacto com a mãe da criança através do telefone 9731913. Para poder fazer uma ressonância, uma tomografia do crânio e outra da coluna.

Na situação desesperadora em que se encontra, a mãe relata a sua posição de impotência ao ver o filho sem poder caminhar normalmente, brincar como uma criança qualquer da sua idade e poder frequentar as aulas.

“Andava normalmente, não mostrava nenhum sinal de deficiência e de um momento para o outro começou a queixar-se de dores quando caminhava”. Depois dessas dores, Kimica David conta que levou o filho ao hospital, onde foi submetido a diversos exames mas, até agora, não sabe que doença está a deixar os músculos do seu filho “debilitados”.

O lado direito do menor é o mais afectado, “o pouco que anda, mostra claramente a dor no seu semblante, não consegue segurar nada com a mão direita”.

Para saber o motivo que aflige o filho, ela conta que desde Janeiro deste ano que as ressonâncias foram pedidas pelo médico que a atendeu no HBS, mas que até agora não conseguiu porque o seu seguro do INPS não cobre o tratamento. Segundo ela, quando contactou a seguradora, disseram-lhe que é um tratamento muito caro e, por isso, tem feito o possível para que o filho seja visto por um especialista.

“Quero levar o meu filho à clínica para fazer os exames e para saber o que ele tem”, desabafa com os olhos cheios de lágrimas. Emocionada, conta ainda que já fez um peditório e vai andar nem que seja por toda a ilha para tentar conseguir o dinheiro para poder prover o tratamento ao filho de onze anos, que antes disso, andava como uma criança normal.

“Ele anda devagarinho, mas quando isso acontece, fica com muitas dores” lamenta a mãe. E agora está com medo que o filho não consiga ficar mais de pé. Por isso, Kimica David apela à solidariedade de todos os que puderam ajudar para fazer o tratamento ao filho que já deveria ter sido feito há muito tempo, mas que devido às condições económicas da família, até agora não foi possível.

Você que pode ajudar, não importa o valor, mas sim o que ditar o seu coração, a conta está em nome da mãe da criança.

Banco Comercial do Atlântico: Número de conta 83300691

Contactos Kimica David: (+238) 9731913

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.