Alécia Chantre: uma Rainha de Bateria que gosta de se destacar

6/02/2017 08:10 - Modificado em 6/02/2017 08:10
| Comentários fechados em Alécia Chantre: uma Rainha de Bateria que gosta de se destacar

A tentar o décimo primeiro título de campeão do Carnaval de São Vicente e o bicampeonato, o Grupo Carnavalesco Monte Sossego apresenta Alécia Chantre para Rainha de Bateria da festa do Rei Momo 2017.

Natural de São Vicente, morena de 23 anos, Alécia Chantre é a convidada do grupo da maior zona de São Vicente para assumir o comando da bateria, na terça-feira de Carnaval, 28 de Fevereiro.

Em entrevista ao Notícias do Norte, a maquiadora de profissão que vai fazer a sua estreia absoluta no Carnaval do Mindelo, quer viver a experiência do Entrudo, o que para ela será algo desafiante. Questionada sobre as suas expectativas para o desfile de representar o grupo campeão do Carnaval de São Vicente, Chantre diz estar eufórica e promete dar o seu máximo à frente da batucada.

Nascida no Madeiralzinho, a “Xoclatinha” diz que o interesse de sair no Carnaval é recente, apesar da paixão que a festa lhe desperta. O clímax deste interesse aconteceu, conforme explica, no ano passado, quando viu a sua irmã a desfilar no Carnaval, maquiada por ela. Ficou bastante emocionada com a prestação da sua “mana” e, por isso, queria experimentar o momento. Mas não de qualquer forma. Queria ter a experiência, vestindo o manto que tanto gosta, Rainha de Bateria. “Queria viver o momento, mas não queria ser apenas figurante, gosto do destaque. Gosto de me destacar desde criança. E no Carnaval não poderia ser diferente”, enfatiza a jovem.

Notícias do Norte: O que é que o Carnaval representa para si? Diz que esta vai ser a sua primeira experiência. Como quer vivê-la?

Alécia Chantre: O Carnaval é uma festa fascinante. Na minha opinião é uma festa que não pode faltar em São Vicente. Apesar de nunca ter desfilado em nenhum grupo, sempre fui fascinada pelo evento, pelas cores, pelo brilho e, principalmente, pela batucada que é o que mais me deixa eufórica.

NN: Representar um grupo é uma grande responsabilidade, como vê isso?

Alécia Chantre: É isso mesmo. Uma grande responsabilidade e estou a começar a senti-lo na pele. Não fazia ideia de que era tão ansiosa e esta expectativa e a preparação estão a dar-me nervos mas, apesar disso, não me sinto pressionada porque não funciono sob pressão. Também tenho muitas pessoas que estão ao meu lado a ajudar-me. E melhor ainda, a direcção não me está a pressionar, o que me deixa ainda mais à vontade, de forma a trabalhar, e muito, para poder dar o meu máximo no dia do desfile. Sei da minha responsabilidade e quero representar da melhor maneira o meu grupo. Quero fazer o melhor desfile.

NN: Como está a ser feita a preparação para o grande dia?

Alécia Chantre: Muita preparação física com o meu personal trainer. O plano e treino, neste momento, estão focados na resistência do meu corpo, isso porque me sinto preparada do ponto de vista do físico em geral, pois faço exercício físico há muito tempo. Actualmente, treino de segunda a sexta-feira.

“Neste momento, o foco é a resistência porque tenho ideia da trajectória que será feita e do quanto desgastante poderá ser porque se não estiver preparada não desfilo”, assegura.

Em relação ao samba, apesar de saber sambar, diz que vai ter ainda ajuda de alguém mais experiente que a irá acompanhar até ao dia do Carnaval. “E vou começar os ensaios em breve e isso irá acontecer quando estiver preparada em relação ao samba”.

Questionada sobre se já tem mais ou menos ideia de como será a sua fantasia, a mesma responde que sim já que foi a primeira coisa a pensar quando recebeu o convite. Entretanto não levanta o véu e diz que a surpresa é essencial, mas promete que terá muito brilho. Digno de uma Rainha de Bateria que adora o destaque.

Sobre as qualidades de uma Rainha de Bateria, Alécia diz que são muitas, entre elas, a simpatia, o corpo bonito, o samba no pé e ainda saber interagir com o público. Sobre a sua prestação, diz estar consciente que “não vou agradar a todos, mas não importa porque vou dar o meu máximo e, para mim, isso é o que importa”, frisa.

Alécia Chantre, maquiadora de profissão, natural de São Vicente, 23 anos. Apaixonada por exercício físico, diz ter muitas qualidades e defeitos como qualquer um, mas sem entrar em muitos detalhes.

Fotos: Facebook Alécia Chantre

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.