Alcione Sancha: A Rainha de Bateria que vai dar vida a dois dos sete pecados capitais

2/02/2017 08:14 - Modificado em 2/02/2017 08:14
| Comentários fechados em Alcione Sancha: A Rainha de Bateria que vai dar vida a dois dos sete pecados capitais

Depois de se inscrever no concurso para ser Rainha de Bateria pela primeira vez, Alcione Sancha foi a escolhida da Escola de Samba Tropical para comandar a bateria do grupo, na noite de 27 Fevereiro.

 

Cirurgiã dentista de profissão, a nova musa do Samba Tropical quer levar o esplendor para as ruas do Mindelo à frente da bateria, o que mais lhe fascina no Carnaval, para além do Entrudo em si. Sobre o tema escolhido pelo grupo, diz que é fascinante porque não sabia que o número sete tivesse tantos mistérios. Acredita que, uma vez mais, o Samba Tropical irá superar as expectativas e brilhar na segunda-feira.

Em entrevista ao NN, entre sorrisos, Alcione Sancha dá-nos a conhecer um pouco sobre a sua paixão pela festa do Rei Momo, as suas expectativas e sobre a sua escolha em representar a agremiação do Samba Tropical no Carnaval 2017.

Figura assídua do Carnaval do Mindelo com sete participações no Samba Tropical e ainda a desfilar no grupo campeão de São Vicente, o Monte Sossego, este ano, a cirurgiã dentista, de 30 anos, enverga, pela primeira vez, o traje de Rainha de Bateria que é a concretização de um sonho.

No dia 27 de Fevereiro, segunda-feira, Alcione Sancha espera, acima de tudo, divertir-se muito e superar as expectativas do grupo e da população em geral. “Vou dar o meu máximo para que este Carnaval e esta oportunidade sejam inesquecíveis”, frisa a jovem, realçando o facto de viver a festa do Rei Momo de forma tão intensa e que não tem memória de qual Carnaval a tenha marcado mais, isso porque, todos os anos, como assume, o Carnaval tem sido cada vez melhor. “Cada vez mergulho mais”, suspira.

Para ela, a maior virtude de uma Rainha de Bateria é saber sambar, sorrir, ter um corpo bonito, ou seja, uma miscelânea de todos esses atributos e, por fim, brilhar no “Sambódromo” do Mindelo.

Questionada sobre se já tem mais ou menos ideia de como será a sua fantasia, a mesma responde que sim e sem entrar em muitos detalhes, já que a surpresa é o elemento essencial dos desfiles, levanta o véu e deixa apenas saber que a sua fantasia irá representar dois dos sete pecados capitais, mais uma vez, o número sete.

Notícias do Norte – O que é que o Carnaval representa para si? Costuma desfilar?

Alcione Sancha – O Carnaval é um grande espectáculo que todos os anos colora as nossas ruas e considero-o uma das festas populares mais animadas, espalhando diversão, alegria, brilho. Por isso, desde criança vivo esta festa intensamente. Já desfilei em vários grupos desde escolares, infantis, grupos oficiais e Escola de Samba Tropical.

O tema “A magia do SE7E!” veio a calhar com a minha sétima participação no grupo. Amo o Carnaval e este corre nas minhas veias!

NN – Representar um grupo é uma grande responsabilidade, como vê isso?

Alcione Sancha – É uma grande responsabilidade, mas a forma como vivo o Carnaval é tão intensa que darei o máximo para justificar a escolha do grupo.

NN – O que tem feito para se preparar para o grande dia?

Alcione Sancha – Preparação física, com um personal trainer, acompanhamento com uma nutricionista e um dos requisitos mais importantes que é o aprimoramento de samba no pé e caprichando no meu traje.

Com o enredo “Magia do número SE7E! É a Rainha da folia, exaltando o número da perfeição”, a Escola de Samba Tropical pretende desvendar os mistérios que existem à volta do número sete.

Promete ainda grande entrega, muito samba no pé e diversão no dia 27.

Não sendo inexperiente nestas andanças, Alcione Sancha, que se considera extrovertida, alegre e brincalhona, diz que irá levar essas qualidades à frente da bateria e comandá-la com muita intensidade.

Com um sonho realizado no Carnaval do Mindelo, a diva do Samba Tropical diz que ainda existem muitos mas, por agora, o foco é neste grande desafio que tem pela frente.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.