JHA: eleita com 98% dos votos e sem oposição

30/01/2017 08:27 - Modificado em 30/01/2017 08:27

Janira Hopffer Almada, deverá ser reeleita com 98% dos votos, segundo indicam os resultados provisórios das eleições diretas de ontem divulgados ao início da noite.

O Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) realizou hoje eleições diretas no arquipélago e nas comunidades cabo-verdianas no estrangeiro para as quais estavam inscritos 34.720 militantes, mais 2.205 do que nas diretas de 2014.

A atual presidente do partido, Janira Hopffer Almada, era a única candidata à liderança.

Segundo o presidente da Comissão Nacional de Jurisdição e Fiscalização, Ilídio Cruz, a votação decorreu de forma “tranquila” e com “uma participação expressiva de militantes”. 

Ressalvando que as urnas fecharam às 17:00 (18:00 de Lisboa), e que a contagem dos votos está ainda numa fase inicial, Ilídio Cruz, adiantou que os dados provisórios, quando estavam contados os votos de cerca de dois mil militantes, apontavam para a reeleição de Janira Hopffer Almada, com 98% dos votos.

Questionado sobre o índice de participação dos militantes, Ilídio Cruz apontou 70 por cento de participação, remetendo para a próxima semana os dados finais do escrutínio.

Janira Hopffer Almada recandidatou-se à presidência do PAICV depois de ter colocado o lugar à disposição, na sequência de três derrotas eleitorais em 2016.

A candidatura foi subscrita por 6.210 militantes, mais 1.210 militantes do que os que subscreveram a primeira candidatura de Janira Hopffer Almada à presidência do partido, em 2014.

A liderança de Janira Hopffer Almada foi contestada por um grupo de destacados militantes, alguns seus antigos colegas no governo liderado por José Maria Neves, que há dois meses apresentaram um “Manifesto de Militância” a pedir mais diálogo interno. 

Apesar da contestação, não surgiram candidaturas alternativas à liderança.

O congresso do PAICV está marcado para os dias 17, 18 e 19 de fevereiro, e deverá contar com a participação de 230 delegados.

  1. EIS SIMPATIZANTE

    NADA DE NOVO NOS RESULTADOS. Foi a única candidata, com certeza viria a ser reeleita. Mas, vitória sem adversário não tem “sabor” nenhum.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.