Trump assinou ordem para construção de muro e explicou como vai ser pago

26/01/2017 08:28 - Modificado em 26/01/2017 08:28

Em visita ao departamento de Segurança Nacional, Donald Trump assinou esta quarta-feira uma ordem executiva para iniciar a construção de um muro na fronteira com o México.

«Uma nação sem fronteiras não é uma nação. A partir de hoje os Estados Unidos tomam de volta o controlo de suas fronteiras, Acabo de assinar duas ordens executivas que vão salvar milhares de vidas, milhões de empregos e bilhões e bilhões de dólares», afirmou.

O texto aponta para a construção imediata do muro, o fim da política «deter e soltar» na fronteira e dá mais poder aos guardas de fronteira, sendo que vão ser contratados mais cinco mil.

Trump também assinou uma ordem executiva para bloquear fundos federais para as chamadas «cidades-santuário», que protegem imigrantes sem documentos de serem deportados. Serão abolidos fundos federais para cidades que se recusem a fornecer informações às autoridades federais sobre o status de imigração de pessoas detidas nessas localidades, entre as quais estão Chicago, Nova Iorque e Los Angeles.

No twitter, a acompanhar uma foto da assinatura, Trump escreveu que, como presidente, «não tem dever mais alto do que proteger a vida dos americanos».

«Quero dizer que vamos trabalhar em parceria com nossos amigos do México para melhorar a segurança e as oportunidades económicas nos dois lados da fronteira. Tenho uma grande admiração pelo povo mexicano e espero reunir-me de novo com o presidente do México. Uma economia forte e saudável no México é muito bom para os EUA», acrescentou na visita ao departamento.

Construção pode começar dentro de meses
Em entrevista à ABC News, Trump disse que a construção do muro na fronteira com o México «começará assim que possível, diria que dentro de alguns em meses. Mas o planeamento da construção começa imediatamente».

O presidente explicou ainda como deverá ser pago: «Pode ser complicado, mas seremos, de alguma forma, reembolsados pelo México, como eu sempre disse. Para já serão os contribuintes americanos a pagar, mas seremos reembolsados numa data posterior em qualquer transação que fizermos com o México.».

 

abola.pt

  1. Atento

    Eles votaram neste maluco, agora é que é…….
    Daqui a pouco o governo “SEM DJOBE PARA LADO”… manda construir o seu muro também kkkkkk

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.