Tripulantes de cabine da Air India em cargos administrativos por estarem gordos

23/01/2017 08:11 - Modificado em 23/01/2017 09:15
| Comentários fechados em Tripulantes de cabine da Air India em cargos administrativos por estarem gordos

A companhia aérea Air India colocou 57 tripulantes de cabine em trabalhos administrativos por estarem gordos, uma medida prevista no regulamento do órgão índio que regula a segurança na aviação. “Trata-se de um procedimento normalizado.

 

Damos um tempo para que se ponham em forma (…) e depois regressam” aos seus postos de trabalho, afirmou à agência EFE o porta-voz da Air India, G.Prasada Rao. De acordo com o regulamento sobre o peso do Conselho Geral de Aviação Civil (DGCA), em vigor desde 2014, as companhias aéreas da Índia devem classificar o peso do pessoal de cabine em “normal”, “com excesso de peso” e “obeso”. As regras destinam-se a reforçar a segurança dos passageiros, uma vez que a tripulação precisa de estar em forma para realizar o seu trabalho, especialmente durante as emergências, explicou o responsável. Com a entrada em vigor das novas regras, a Air India sinalizou que 600 dos seus 3.500 tripulantes de cabine sofria de excesso de peso e pediu-lhes que se pusessem “em forma”.

Em 2015 cerca de uma centena deles não alcançou o índice de massa corporal (IMC) estabelecido pela DGCA e permaneceu a realizar trabalhos administrativos em terra. O organismo estabelece um IMC de entre 18 e 25 como normal para um homem e de entre 18 e 22 para uma mulher.

cm.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.