Santo Antão: Imanuel Silva vence corrida de corta-mato Ribeira Grande 2017

23/01/2017 07:37 - Modificado em 23/01/2017 08:40
| Comentários fechados em Santo Antão: Imanuel Silva vence corrida de corta-mato Ribeira Grande 2017

A corrida de corta-mato aconteceu na sexta-feira, 20, em Ribeira Grande e já vai na sua segunda edição, consagrando como vencedor Imanuel Silva, natural de São Vicente. A prova de corta-mato está englobada nas comemorações do Dia dos Heróis Nacionais e é organizada pela Associação de Atletismo e pela Câmara Municipal da Ribeira Grande.

A edição deste ano contou com dezassete atletas de Santo Antão e também com atletas provenientes da ilha de São Vicente. Os atletas percorreram um total de 10 quilómetros, sendo o percurso Povoação – Ponta do Sol – Povoação – Tarrafal. O percurso foi muito exigente fisicamente, tendo os atletas enfrentado várias adversidades como água nas ribeiras, cascalhos, muitas subidas e descidas, etc.

Imanuel Silva, natural de São Vicente, perante as circunstâncias conseguiu alcançar a meta em primeiro lugar, seguindo-se no segundo lugar outro são-vicentino, Erickson Gomes, no terceiro lugar Kleiton do Porto Novo e, no quarto lugar, Eliseu Fortes.

Em declarações ao NN o vencedor da prova agradece a organização pelo novo convite feito e está muito feliz pela conquista da prova. “No ano passado competi na primeira edição e a organização foi formidável na realização desta prova. Foi agradável porque todos os atletas que competiram são adversários e colegas que sempre encontro noutras competições a nível nacional”, realça Imanuel.

“Foi muito bom vencer, mas foi muito difícil porque a prova contou com adversários de renome a nível nacional. O piso também é muito difícil de competir, exige muito dos atletas. Saio satisfeito”, concluiu o atleta.

De realçar que a prova contou, pela primeira vez, com a presença de um atleta para-olímpico. O atleta para-olímpico Carlos Araújo é natural de São Vicente, conseguiu entrar na zona de prémios alcançando o oitavo lugar da prova. Para Carlos Araújo, “foi muito duro, alcancei o oitavo lugar, a experiência foi muito boa. As pessoas daqui ficaram espantadas com a minha performance por ser para-olímpico e ficaram de boca aberta”.

O atleta Eliseu Fortes destaca as dificuldades da prova, mas também a presença e o apoio do público. “O público esteve sempre em cima de nós dando-nos motivação o que, sem dúvidas, tornou a prova muito mais espectacular.”

Fotos: cedidas por Eliseu Fortes

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.