Recados de Júlio Correia: “esta Senhora tentou debitar a sua franciscana derrota ao camarada José Maria Neves”

13/01/2017 01:07 - Modificado em 13/01/2017 01:07

Sem comentários, transcrevemos o post de Júlio Correia, militante do PAICV e suposto candidato à liderança, na sua página pessoal do FB. Apertem os cintos…..

 

“Desnorte e deriva”

“A Presidente do PAICV, em recente entrevista à imprensa e interpelada sobre a problemática da ‘Base de Dados do Partido’, disse que a mesma estava, aquando das últimas eleições internas, à guarda do antigo Secretário-Geral que também era candidato. O Secretário-Geral, naquela circunstância, era eu, Júlio Correia. Esta afirmação sendo curta, contém ainda assim duas mentiras: primeiro porque, na verdade, a última reunião do CN havia criado e mandatado uma comissão liderada por Manuel Inocêncio para tutelar a Base de Dados. Segundo, porque naquela ocasião o Secretário-Geral não era candidato. 

Efectivamente, um dos problemas da actual Presidente do PAICV é claramente a sua incapacidade de federar as vontades múltiplas que fazem a riqueza do nosso partido para melhor enfrentar (e vencer) os desafios políticos que, para além de não serem poucos, são muito exigentes. Esta manifesta incapacidade ficou patente ao forçar eleições antecipadas e à revelia das regras estatutárias e, claramente um expediente no mínimo bizarro, pretendendo ganhar a si própria num tempo político em que teve a inabilidade de perder (derrotas históricas) todas as eleições, legislativas, autárquicas e presidenciais e a incongruência de açambarcar todas as funcionalidades possíveis dentro do partido. Cada vez mais igual a si mesma, esta Senhora tentou debitar a sua franciscana derrota ao camarada José Maria Neves e justificar este descaminho do Partido à cidadania dos militantes, buscando em alguns de nós o bode expiatório do seu mau desempenho. Igual a si mesma, dizia, a Senhora não se coibiu de faltar à verdade numa recente entrevista na TCV, atribuindo a desorganização da base de dados do partido ao anterior Secretário-Geral, função que assumi com denodo e responsabilidade, do primeiro ao último dia. Repito: havia sido criada pelo CN e sob proposta do então Presidente, camarada José Maria Neves, uma comissão presidida por Manuel Inocêncio Sousa, não ficando sob minha tutela tal desafio, conforme é sabido por todos, inclusive por esta Presidente que só por deslealdade ou algo mais sórdido, finge desconhecer esta verdade. Em tudo isso, uma questão não pode deixar de ser tida em conta: falta a esta Presidente os pergaminhos para liderar e a legitimidade, assim como condição moral, para apontar dedo à minha pessoa. Estarei atento e responderei à letra qualquer afronta à minha dignidade. Sem medo. O PAICV não merece tamanha afronta e, por mais que o arrivismo se instale, não vamos desistir dos ideais que fazem de nós uma real alternativa à actual governação de Cabo Verde”.

 

 Julio Correia 

  1. Augusto Galina

    Não sei o que tem a Janira mas o certo é que este homem é um super quisilhente.
    Insacàvel, mete-se em tudo, quer tudo e depressa. Esquece que “depressa e bem não hà quem”.

  2. miranda

    Oh Julio entra na corrida para presidencia doPAICV e deixa de bla bla
    Ou querem fazer fotocopia das primarias para presidente da republica

  3. eoxana aguilera

    Inocencio ta gatcha na Pt !!! Gatcha sim srs e lixando-se com os problemas da Base de dados q tive a seu responsa na epoca de vaca$$$ GORDA$$$ quando PAICV estava no Gov ,agora ate parece pela atitude do SILENCIO GRITANTE q esta FUJIR do PAICV e de JHA !!!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.